Rede aleluia
Universal 45 anos: a coragem necessária para chegar até aqui
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
GaranhunsRecife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta RedondaCabo Frio
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCaraguatatubaCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPraia GrandePresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
BlumenauCriciúmaFlorianópolis

Notícias | 4 de Julho de 2022 - 21:05


Universal 45 anos: a coragem necessária para chegar até aqui

Veja os desafios que homens e mulheres enfrentam para levar o Evangelho a toda criatura

Universal 45 anos: a coragem necessária para chegar até aqui

No dia 9 de julho, a Igreja Universal completa 45 anos de existência. Nesse período, vemos que idioma, cultura, clima, fronteiras e todos os demais obstáculos que surgiram pelo caminho, foram superados por  homens e mulheres de Deus que entraram de cabeça na missão de ganhar almas para o Reino de Deus. Assim, a coragem, ousadia e determinação fizeram a Universal se estabelecer em 142 países.

Atuação na guerra:

Nos últimos meses, a triste notícia do início da guerra entre Rússia e Ucrânia abalou o mundo. Nesse momento de dificuldade, os voluntários da Universal não temeram ou se acovardaram, pelo contrário, estão presentes prestando apoio social e espiritual aos cidadãos e refugiados.

Dessa forma, corajosos pastores e voluntários de diversas partes da Europa se mobilizaram para arrecadar e enviar mantimentos. Assim, a ajuda chegou até a Ucrânia e também aos principais países que recebem os refugiados: Moldávia, Romênia e Polônia.

Não há barreiras:

  • Momentos felizes como a inauguração de igrejas e projetos também fizeram parte do último ano da igreja. Mas as conquistas não vêm sem muito esforço e trabalho duro. Por exemplo, após 12 anos atuando nos Emirados Árabes, somente em junho de 2022 é que o grupo Força Jovem Universal (FJU) começou a atuar nesta região do oriente médio. O calor desértico também não para o trabalho de Salvação.
  • Além disso, em diversos continentes novos templos também foram abertos: Flórida e Alabama, nos Estados Unidos; em Moçambique, no continente africano; na cidade de Toyota, no Japão; no Panamá e no Paraguai.
  • O início do trabalho evangelístico na Sibéria em 27 de fevereiro de 2021 também revela a coragem presente nos nascidos do Espírito Santo. Somente estes tem coragem de enfrentar o que for preciso (do calor ao frio extremo) para que o Evangelho chegue a todas as partes do globo. “A chegada da Universal, nesta região castigada por temperaturas que comumente chegam a 45 graus negativos, significa uma porta aberta para levar vida e Salvação para todo este povo. Quando chegamos aqui, antes do dia da reunião, para a evangelização nas ruas, a sensação térmica era de cerca de 40 graus negativos. Mesmo assim, as pessoas mostraram interesse em ouvir sobre o trabalho da Igreja”, conta o Pastor Ronaldo Francisco do Val, responsável pelo trabalho da Igreja na região.

Por terra ou água, até os confins da terra:

Em locais de difícil acesso no Brasil e no mundo, os voluntários encontram uma forma de chegar aos sofridos. Mais uma vez a coragem é combustível para alcançar as comunidades ribeirinhas do Norte do País. Até porquê é preciso enfrentar os rios, seus perigos e o cansaço da viagem de horas de barco a fim de levar assistência espiritual e social às famílias.

Do outro lado do mundo, nas Ilhas Fiji, na Oceania, o apoio também chega. A Universal está presente em Fiji desde 2012 e conta com três templos e um núcleo mensal. Assim, mais de 24 horas de viagem, 13 mil quilômetros e um fuso horário de 13 horas separam o Brasil do local.

Coragem desde  o início:

A coragem não é ingrediente novo na caminhada de fé da Universal. Ela foi essencial desde o início, principalmente para o seu surgimento. Afinal, o jovem Edir Macedo decidiu dar início a ela quando teve a notícia de que sua filha mais nova, Viviane, havia nascido com lábio leporino, o que traria muitos problemas para sua saúde. O relato está no livro Nada a Perder 1.

“Meu próximo passo foi pedir demissão da loteria. Outra vez, novos conselhos de incerteza e medo. Amigos e parentes insistiam em me fazer recuar da ideia, argumentando ser uma troca do certo pelo duvidoso. Alegavam que eu deveria ter paciência, aguardar tudo se definir melhor e não perder a segurança do emprego, com o apartamento da minha própria mãe penhorado e uma filha pequena dependente de tratamentos médicos, pagos pelo plano de
saúde do Estado.

Tapei os ouvidos e tomei a decisão sozinho. Nem Ester soube do exato momento em que pedi demissão. Agi só. A coragem para proceder dessa maneira não veio de mim, mas da direção e da força do Espírito Santo. Minha palavra era dívida. Lembrei a Deus da minha promessa e cobrei dele a sua promessa. Foi fé pura, sem emoção. Fé definida. Eu e Deus. Eu provei ao Senhor Deus e ele me provou.”


Universal 45 anos: a coragem necessária para chegar até aqui
  • Rafaella Rizzo / Fotos: Reprodução 


reportar erro