Rede aleluia
Pensamento #24 — O endereço de Deus
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
Recife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta RedondaCabo Frio
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPraia GrandePresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão João da Boa VistaSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
BlumenauCriciúmaFlorianópolis

Renato Cardoso | 3 de Julho de 2014 - 00:01


Pensamento #24 — O endereço de Deus

Pensamento #24 — O endereço de Deus

Parte da série “40 Pensamentos de Jesus”. Veja todos os anteriores aqui, mas primeiro saiba como funciona o propósito aqui.

O que é que vocês estão procurando? João 1.38

Primeiro, note como Jesus amava fazer perguntas. Lendo Suas palavras nos Evangelhos você percebe quantas vezes Ele Se dirige a alguém ou a um grupo de pessoas fazendo uma pergunta. Isso não foi acidental.
Quando você pensa na resposta a uma pergunta, isso lhe obriga a pensar. Isto quer dizer que Jesus queria, e quer, que as pessoas pensem. Deus não quer crentes que não pensam, pois isso não O glorificaria. Ele quer adoradores inteligentes. (Note que sempre fazemos perguntas aqui no final de cada Pensamento de Jesus. Quem tem respondido essas perguntas com certeza tem beneficiado mais de cada Pensamento.)
Tendo feito essa observação, pense agora na pergunta que Ele fez acima. “O que você está procurando?”
Pense na sua resposta. Muitos não sabem responder essa pergunta. Nem todos estão procurando coisas muito significantes na vida. Há quem viva apenas por viver, um dia após o outro, respirando, comendo, bebendo, andando para lá e para cá, dormindo — mas não necessariamente buscando uma existência mais significativa. Outros estão buscando desesperadamente e com todas as forças — as coisas erradas. Fama. Dinheiro. Um amor equivocado. O reconhecimento de seus colegas. E tantas outras coisas que parecem importantes mas não são.
Os dois jovens a quem Jesus fez esta pergunta responderam com outra pergunta: “Mestre, onde o Senhor mora?”
Eis aí uma busca inteligente. Quando você descobre onde o Mestre mora e O encontra, você descobre outro tesouro: que na verdade, Ele quer morar em você.
Aplicação: Atente para o que você tem procurado na vida, onde estão focadas suas energias, e se essa busca é de fato digna de seus esforços.
O que você tem procurado? Você já encontrou com o Mestre? Você já se tornou no próprio endereço d’Ele? Deixe seu comentário.
 
 
Veja também:

Cadastre-se nesse blog e seja avisado de novos posts…
 
unknown.png Curta nossa página no Facebook. 0% de besteira garantido — ou o seu click de volta.
 
 


reportar erro