Rede aleluia
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
Recife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCabo FrioCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta Redonda
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPraia GrandePresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão João da Boa VistaSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
BlumenauCriciúmaFlorianópolis

Notícias | 15 de março de 2019 - 14:18


“Eu sou uma bruxa cristã”

Mulher afirma que sua missão na terra é “ensinar” cristãos a serem bruxos. Leia e entenda

Valerie Love alega ter nascido bruxa, mas por muito tempo teve que reprimir o seu “dom” para não ser recriminada, já que cresceu em uma outra religião.

Porém, aos 30 anos, decidiu seguir o que ela denominou de “chamado divino” e, atualmente, mantém na cidade de Salem, no estado de Massachusetts, Estados Unidos, a Escola de Mistérios da Aliança Cristã, cuja finalidade é “ensinar cristãos a se tornarem bruxos.”

Por outro lado, ela afirma que embora tenha assumido “seu lado” bruxa, continua consultando a Bíblia. “Eu sou uma bruxa cristã; eu amo minha cruz e minha varinha. Eu consultei meu baralho de tarô e minha Bíblia”, declara Valerie.

O propósito do diabo

Não é de hoje que o diabo tenta, a todo custo, deturpar o verdadeiro cristianismo. Desde o jardim do Éden, ele tem investido todas as suas forças para confundir o ser humano e afastá-lo, cada vez mais, do Criador.

Durante o ministério do Senhor Jesus aqui na Terra não foi diferente. Na tentativa desesperada de difamar o Filho de Deus, ele usou os religiosos da época  para levar o povo a acreditar que Jesus era um impostor e realizava milagres com ajuda de Belzebú, ou seja, do próprio diabo.

Leia também: Os fariseus de ontem e hoje

Mais de dois mil anos se passaram e Satanás segue trabalhando nesse mesmo propósito: desmoralizar o Reino de Deus.

O verdadeiro Cristão

Daí a razão de vermos tantas coisas acontecendo no meio cristão que envergonham o Evangelho. No entanto, é preciso entender que nem todos que se autointiulam cristãos o são de fato. Pois o verdadeiro seguidor de Cristo é aquele que pratica Seus ensinamentos.

Para justificar a sua conduta totalmente contrária à Bíblia que ela diz consultar, a esotérica argumenta que ninguém tem o direito de lhe dizer como orar ou como adorar a Deus, pois trata-se de algo particular entre ela e o Senhor.

Ela tem razão quando diz que o relacionamento com Deus é algo pessoal, mas engana-se ao pensar que pode desenvolvê-lo como bem entender, pois o Senhor Jesus deixou bem claro os critérios para segui-lO.

O verdadeiro adorador

Ele não só disse como deve ser feita a adoração verdadeira como também ensinou a forma correta de orar, ao deixar como exemplo a oração do Pai Nosso.

“Mas a hora vem, e agora é, em que os verdadeiros adoradores adorarão o Pai em espírito e em verdade; porque o Pai procura a tais que assim o adorem. Deus é Espírito, e importa que os que o adoram o adorem em espírito e em verdade.” João 4.23,24

Na Bíblia comentada do Bispo Edir Macedo ele explica que: “Deus é Espírito. Aqueles que adoram a Deus não devem esperar sentir emoções ou sensações, pois Sua Natureza Divina não é sensorial. Como seres humanos, somos dotados de capacidade física para viver e interagir com o mundo material por meio de nossa visão, audição ou tato. Mas, no campo espiritual, esses sentidos são dispensáveis. Isto é, adoramos o que não vemos, sentimos ou tocamos, mas cremos plenamente. Essa é a grandeza da fé genuína, pois ela capacita o homem a se relacionar com o Eterno. Portanto, o verdadeiro culto não é fundamentado no misticismo, na sensação de alegria, no choro ou na busca pelo ‘toque de Deus’, e sim na fé na Sua Palavra, senão a adoração a Ele se torna vazia e inútil.”

O que a Bíblia diz sobre a prática de feitiçaria

 E o que dizer, então, da feitiçaria, uma prática que a Bíblia condena explicitamente, tanto no novo como no AntigoTestamento? Como está escrito:

“Entre ti não se achará quem faça passar pelo fogo a seu filho ou a sua filha, nem adivinhador, nem prognosticador, nem agoureiro, nem feiticeiro; Nem encantador, nem quem consulte a um espírito adivinhador, nem mágico, nem quem consulte os mortos; Pois todo aquele que faz tal coisa é abominação ao SENHOR; e por estas abominações o SENHOR teu Deus os lança fora de diante de ti.” Deuteronômio 18.10-12

O livro de Apocalipse, capítulo 21, versículo 18 não deixa dúvidas quanto ao destino de todo aquele que pratica feitiçaria:

 “Mas, quanto aos tímidos, e aos incrédulos, e aos abomináveis, e aos homicidas, e aos fornicadores, e aos feiticeiros, e aos idólatras e a todos os mentirosos, a sua parte será no lago que arde com fogo e enxofre; o que é a segunda morte.”

Esses são apenas dois, entre tantos versículos, que deixam claro o quanto Deus abomina tudo que está relacionado à feitiçaria e quaisquer tipos de adivinhações.

Leia também: Nós podemos participar do Halloween?

Há um só Senhor

Portanto, não se engane, pois ninguém pode servir a dois senhores. Ou servimos a Deus e vivemos em obediência à Sua Palavra ou viramos as costas para Ele e vivemos segundo os nossos pensamentos e desejos. Não existe meio termo ou concessões.

Deus é Santo. A Ele pertence toda honra e glória. Ele não aceita dividi-la com ninguém.

“Eu sou o SENHOR, e não há outro; fora de mim não há Deus…” Isaias 45.5

“Nós temos que santificar e honrar o nome do nosso Deus, principalmente com nosso testemunho. Quantas pessoas se dizem cristãs e envergonham o nome de Jesus. A cada dia que passa, isso se torna mais comum. Estão banalizando o nome de Jesus, as pessoas dão péssimo testemunho do Deus que elas dizem servir”, enfatiza o Bispo Renato Cardoso.

E ele faz um apelo: “Você que se diz cristão: por favor, honre este nome, dê bom testemunho na sua casa, no seu trabalho. Porque se você envergonha o nome de Jesus, como é que Ele pode te honrar?”

“Maravilho-me de que tão depressa passásseis daquele que vos chamou à graça de Cristo para outro evangelho; O qual não é outro, mas há alguns que vos inquietam e querem transtornar o evangelho de Cristo. Mas, ainda que nós mesmos ou um anjo do céu vos anuncie outro evangelho além do que já vos tenho anunciado, seja anátema.” Galátas 1.6-8


  • Jeane Vidal / Foto: iStock 


reportar erro