Rede aleluia
QUANDO NÃO SOUBER O QUE FAZER…
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
GaranhunsRecife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta RedondaCabo Frio
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCaraguatatubaCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPraia GrandePresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
BlumenauCriciúmaFlorianópolis

Renato Cardoso | 16 de Junho de 2022 - 18:22


QUANDO NÃO SOUBER O QUE FAZER…

Procure uma gaveta bagunçada!

Os especialistas em produtividade e organização dizem que, quando você não sabe o que fazer, está confuso com tanta coisa e não sabe nem por onde começar, você deve ir arrumar uma gaveta. Mas o que isso quer dizer?

Bom, todo mundo tem uma gaveta que poderia estar um pouquinho mais arrumada, não é? Os especialistas dizem isso porque quando você não sabe o que fazer, você tem que começar do básico.

A lição é simples! Se você está com muitos problemas, sem saber por onde começar, então comece por uma coisa muito fácil, que é o básico e simples. Afinal, você quer organizar a sua vida toda, mas como fazer isso se nem a sua gaveta está organizada?

Sua vida espiritual também está bagunçada? Então veja esse vídeo completa e veja qual é o primeiro passo, por qual “gaveta espiritual” você precisa começar!


QUANDO NÃO SOUBER O QUE FAZER…
  • Bispo Renato Cardoso  


reportar erro