Rede aleluia
Qual a semelhança entre uma amante e uma piscina?
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
Recife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCabo FrioCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta Redonda
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPraia GrandePresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão João da Boa VistaSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
BlumenauCriciúmaFlorianópolis

Renato Cardoso | 21 de fevereiro de 2014 - 16:37


Qual a semelhança entre uma amante e uma piscina?

Qual a semelhança entre uma amante e uma piscina?

Um amigo me presenteou com esta história. Ele tem uma piscina em casa e me contou que um dia foi à loja comprar os produtos químicos que se usa para manter a água da piscina limpa e saudável. Entrou na loja e foi pegando das prateleiras: cloro granulado, elevador de pH, purificador, redutor de alcalinidade… e mais outros apetrechos. Chegou no caixa para pagar e ficou surpreso com o valor. Reclamou com o atendedor:

— Tá caro, hein?
— Pois é, senhor. Piscina é igual amante: cara para manter, dá o maior trabalho e você só fica dentro um pouquinho.
Por mais grosseira que seja a comparação, não deixa de ser verdade. Homens que têm amante que o digam. É dinheiro com motel, presentes, restaurantes, roupas, celular privado que a esposa não sabe que existe, escapadas em horário de trabalho… sem contar o eventual dinheirinho de cala-boca para a tal. Mas tem mais.
Aí vem todo o trabalho de esconder o caso da esposa e de todos que possam contar para ela. As mentiras cada vez maiores, a conta de e-mail secreta, lembrar de apagar o histórico do celular e do computador, não ficar muito ausente em casa para a mulher não desconfiar nem muito longe da amante para ela não reclamar, o cuidado para não pegar o perfume da amante na roupa, pagar tudo em dinheiro em vez de usar o cartão, torcer que a outra não engravide… a lista é longa.
E claro, sem falar do custo maior de todos: ser descoberto, perder o casamento e o respeito dos filhos, o bom nome e a paz. Tudo só para ficar um pouquinho dentro e logo sair.
Realmente, o que leva um homem casado a ter uma amante não faz nenhum sentido inteligente. Porém, cada vez mais, homens têm escolhido o alto preço da traição.
Considere a alternativa: tornar o seu casamento numa excitante aventura e a sua mulher em sua amante. Impossível? Não seja tão rápido em descartar a ideia.
Sei que muitos homens acabam se envolvendo com outras mulheres porque acham nelas o que falta na esposa. As palavras doces em vez de cobranças, a aparência sexy em vez do cheiro de alho e cebola, os beijos em vez de brigas. Mas não percebem que muitas vezes eles são os maiores responsáveis de suas esposas se tornarem chatas. Se eles começarem a tratar a amante como tratam a esposa, em pouco tempo a amante se tornará chata também.
Para sempre ter uma esposa-amante em casa, você tem que ser um marido-amante. É muito mais simples, mais barato, e no final o prazer é maior.
 
Artigo da Revista The Love School (2ª edição). Assine ou adquira em avulso.
 
Veja também:

Cadastre-se nesse blog e seja avisado de novos posts…
 
 
 
 


reportar erro