Rede aleluia
Pensamento #2 — Preparação e grandeza
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
Recife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta RedondaCabo Frio
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPraia GrandePresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão João da Boa VistaSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
BlumenauCriciúmaFlorianópolis

Renato Cardoso | 11 de Junho de 2014 - 00:01


Pensamento #2 — Preparação e grandeza

Pensamento #2 — Preparação e grandeza

Deixa por agora, porque assim nos convém cumprir toda a justiça. — Mateus 3.15
Esta é a segunda fala de Jesus registrada nos Evangelhos — 18 anos após primeira. Aqui, aos 30 anos de idade, Ele está pronto para executar Seu propósito na Terra. Note: Ele esperou até aqui, apesar de já mostrar total senso de missão aos 12 anos. O que Ele fez no interim? Há pouca informação sobre isso, mas o que podemos ter certeza é que Ele Se preparou durante todos aqueles anos. Antes da execução tem que haver a preparação.
Atletas se preparam por anos para uma competição que dura minutos ou segundos. Um neurocirurgião pode levar algumas horas para operar um paciente, mas não antes de fazer doze anos de aprendizado e treinamento. Se você não valoriza sua preparação, sua execução provavelmente será pobre e falha.
Jesus respondia aqui à objeção de João Batista em batizá-Lo. “Eu é quem preciso ser batizado por Você,” disse João, reconhecendo a superioridade de Jesus. Mas o pensamento de Jesus era: “Agora tem que ser assim, porque é importante fazer tudo da maneira certa, como tem que ser feito.”
Duas lições:
Fazer é bom. Fazer certo, é melhor. Jesus Se preocupou em fazer certo, cumprir o que era esperado d’Ele; fazer as coisas na ordem e na hora certas.
Humildade é o começo de tudo. Jesus era maior que João, mas se submeteu à autoridade de João. Quem é grande não se preocupa em parecer pequeno. Só quem é pequeno se preocupa em parecer grande. Honra vem depois da humildade. Além de humilde, Jesus foi prático e soube esperar. “Deixa por agora”. Se Ele estava confiante que a exaltação viria depois, não tinha dificuldade em se submeter naquele momento, se era isso que a situação pedia.
Aplicação: Prepare-se, prepare-se, execute. Execute certo. Não se preocupe em parecer grande.
De forma geral, você costuma se preparar demais ou não o suficiente? Como você pode alcançar o equilíbrio? Você tem a tendência de fazer primeiro depois ver se está certo ou se ficou bem? Quais as vantagens e desvantagens de ser assim? Você tem dificuldade de se submeter a alguém “menor” que você? Deixe seus comentários.


reportar erro