Rede aleluia
O CAMPONÊS, A COBRA E UMA  GRANDE LIÇÃO PARA VOCÊ
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
Recife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta RedondaCabo Frio
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPraia GrandePresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão João da Boa VistaSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
BlumenauCriciúmaFlorianópolis

Renato Cardoso | 26 de Novembro de 2020 - 19:27


O CAMPONÊS, A COBRA E UMA GRANDE LIÇÃO PARA VOCÊ

O CAMPONÊS, A COBRA E UMA  GRANDE LIÇÃO PARA VOCÊ

Um homem que morava no campo, ao voltar para casa depois de um dia de trabalho na lavoura, encontrou uma cobra no chão, quase morta. A cobra tinha sido atacada por outro animal e estava morrendo. O camponês se compadeceu, pegou a cobra e a levou para casa, limpou, deu leite morno e colocou nela um cobertor, para que pudesse se recuperar. Pela manhã, o homem estava morto, tinha sido picado pela cobra. O que isso significa? Ele teve compaixão, mas não foi prudente o suficiente para entender que não poderia se expor à natureza daquela serpente, pois corria o risco de ser picado por ela. Essa história ilustra como muitas pessoas vivem sendo picadas por cobras na vida, enganadas pelo seu próprio coração e pelos sentimentos.

São pessoas muito boas, que se compadecem, mas tomam decisões dirigidas pelos sentimentos. Essas emoções acabam se voltando contra elas, porque não nos foram dadas para tomar decisões. Deus nos fez emotivos, mas também nos deu um intelecto, a inteligência para decidir. Eu sei que, às vezes, é importante ouvir o que está sentindo para não se tornar um robô. Se você for uma pessoa insensível, mecânica, fria, os outros não perceberão nenhuma humanidade em você. Mas temos de ser muito cuidadosos, pois as emoções tendem a nos enganar.

É assim que muitos negócios fracassam, porque o dono começa a contratar familiares para tentar ajudá-lo, mas são pessoas despreparadas, que não pensam como deveriam pensar e colocam a empresa em perigo.

O ser humano que não controla seus sentimentos acaba sendo “picado” por eles. Jesus disse: “Não cuideis que vim trazer a paz à terra; não vim trazer paz, mas espada; Porque eu vim pôr em dissensão o homem contra seu pai, e a filha contra sua mãe, e a nora contra sua sogra; E assim os inimigos do homem serão os seus familiares”. (Mateus 10.34-36).

Jesus disse que veio para cortar como uma espada essas emoções, esses laços afetivos que podem comprometer a nossa Fé. Eu não falo isso para que você tenha inimizade com pessoas da sua família, mas para que desperte para o perigo dos seus sentimentos que levam você a ter pena, a agir pela emoção e não pela razão. A Fé não tem coração, tem obediência à Palavra de Deus. O camponês poderia ter colocado a cobra na gaiola para olhar e cuidar dela de longe. Assim ele teria salvado a cobra e a si mesmo, mas, por usar só o coração, morreu por ele.


reportar erro