Rede aleluia
A origem da raiva
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
Recife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta RedondaCabo Frio
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPraia GrandePresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão João da Boa VistaSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
BlumenauCriciúmaFlorianópolis

Renato Cardoso | 11 de Junho de 2011 - 19:06


A origem da raiva

A origem da raiva

Considere esse versículo: Deus é justo juiz, Deus que sente indignação todos os dias. (Salmo 7:11)

Por que Deus sente indignação? Porque Ele é justo, ou seja, sabe o que é certo, e odeia o que é errado.

O que é a raiva, a indignação? É o sentimento que serve como um sinal de que alguma coisa está errada. Sendo assim, a raiva é um sentimento que vem de Deus, que nasce no coração dos que não aceitam a injustiça, nem que o mal e o que é errado prevaleçam. A raiva tem origem no próprio Deus, no Seu senso de justiça. O ser humano, como uma extensão de Deus, também tem esse sentimento já embutido na sua natureza.

Qual o contrário da raiva? É a passividade, a aceitação dos problemas, achar justificativa para eles. “É a vida.” “Eu não sou o único, muita gente passa por isso.” “Divórcio hoje em dia é normal.” “É a recessão.”

Quando uma pessoa vive alinhada com os pensamentos e princípios de Deus, ela também sente indignação todos os dias, pois nela está a mente de Deus.

A questão está no que fazer com essa raiva ou indignação. Muitos que não sabem o que fazer, acabam aceitando a situação ou fazendo loucuras, explodindo essa raiva sobre outros de maneira errada.

Mas os que estão ligados nos pensamentos de Deus, também recebem d’Ele a direção correta sobre o que fazer com essa raiva. E aí, quando eles agem essa direção, a mudança acontece e a justiça prevalece.

Leia esta mensagem em inglês

Cadastre-se nesse blog e seja avisado de novos posts…

Veja também:


reportar erro