Rede aleluia
Wellington acreditava que sua vida fosse uma eterna injustiça
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
Recife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCabo FrioCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta Redonda
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPraia GrandePresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão João da Boa VistaSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
BlumenauCriciúmaFlorianópolis

Notícias | 11 de setembro de 2019 - 12:38


Wellington acreditava que sua vida fosse uma eterna injustiça

Cansado de sofrer e disposto a viver uma vida de sacrifícios, ele tomou uma grande decisão. Assista ao vídeo e saiba qual foi

Wellington acreditava que sua vida fosse uma eterna injustiça

Trabalhador desde cedo, Wellington Gomes de Oliveira, de 34 anos, sempre foi muito dedicado. Começou como ajudante de marcenaria até empreender seu próprio negócio. Contudo, ele depositava as suas forças em pessoas e parcerias. A partir disso, fechava contratos, mas saía perdendo.

Além das decepções profissionais, também começou a ter problemas familiares. Porque passou a faltar coisas em casa. O dinheiro que entrava já não dava mais para pagar contas. Chegou a pedir o divórcio para a esposa. E, sentindo-se fracassado, saiu de casa. Wellington acreditava que sua vida fosse uma eterna injustiça.

Nesse ínterim, a esposa dele passou a ir à Igreja. Um tempo depois, Wellington voltou para casa. Enquanto sua esposa assistia ao programa da Universal na tevê, ele escutou o pastor falando sobre o voto da justiça. E que para obter as promessas que estavam na Bíblia, tinha que ser justo com Deus.

Cansado de sofrer e disposto a viver uma vida de sacrifícios, Wellington tomou uma grande decisão. Assista ao vídeo abaixo e saiba o que aconteceu com o Wellington depois desse dia:

 

Campanha da Justiça

Se você precisa da justiça Divina em qualquer área da sua vida, não espere. Participe da Campanha da Justiça, que está acontecendo em toda a Universal.

Até o dia 15 de setembro, no domingo, você realizará uma oração 3 vezes ao dia, apresentando a sua causa para Deus.

Você também pode acompanhar ao vivo a oração realizada no STF, às 23h30, pela Rede Aleluia (99,5 FM), no Univer Video, no canal de televisão CNT, pelo Facebook da Universal ou pelo canal no Youtube.

Participe, ainda hoje, de um encontro no Templo de Salomão ou em uma Universal mais próxima de sua casa e saiba mais.

Se você deseja participar desta campanha de fé, procure uma Universal mais próxima de sua casa. Confira aqui o endereço.


Wellington acreditava que sua vida fosse uma eterna injustiça
  • Redação / Foto: Reprodução 


reportar erro