Rede aleluia
Como a raiva pode acabar com o seu casamento
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
Recife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta RedondaCabo Frio
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPraia GrandePresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
BlumenauCriciúmaFlorianópolis

Notícias | 16 de Junho de 2021 - 19:29


Como a raiva pode acabar com o seu casamento

Os professores da Escola do Amor dão 3 dicas para vencer esse sentimento negativo que tem destruído lares

Como a raiva pode acabar com o seu casamento

O casal Danielle e Sinvaldo Lima sabe bem os danos que a raiva pode causar dentro de um relacionamento. Eles estão juntos há 23 anos, dos quais 17 “foram jogados no lixo” – como disse a própria Danielle –  por conta do seu temperamento explosivo.

Ela conta que controlava cada passo do marido e que exigia muito dele. Bastava ele demorar um pouco mais para chegar em casa e ela já ligava gritando, brigando e questionando o motivo da demora.

Sinvaldo, por sua vez, quando chegava, se fechava, porque o clima de tensão já havia sido formado antes mesmo de chegar em casa. “Ela me cobrava muito, e não sabia cobrar. Falava palavras que, para um homem, são difíceis de ouvir”.

“Eu descarregava, falava que ele era um ‘banana’, um frouxo… Eram 365 dias do ano brigando”, admite Danielle.

Então, devido ao temperamento da esposa, chegou um momento que Sinvaldo já não tinha mais certeza do amor que sentia por ela. “Porque com essas atitudes, pouco a pouco, ela foi arrancando de dentro de mim o amor que eu sentia por ela”, conta.

Foi quando tomou a decisão de ir embora. No entanto, o que parecia ser o fim do casamento deles, foi o estopim para a mudança de Danielle. Pois foi aí que ela buscou ajuda na Terapia do Amor.

Veja como as palestras ajudaram o casal a superar os problemas:

Como vencer a raiva

De acordo com os professores Renato e Cristiane Cardoso, para vencer a raiva 3 passos são necessários:

1º passo: No meio da raiva, pare e afaste-se para se recompor;

2º passo: Toda raiva vem de problemas não resolvidos, portanto, identifique-os;

3º passo: Redirecione sua raiva para a raiz do problema, desta forma, o problema será resolvido e a raiva vencida.

“Você tem que buscar de onde está vindo essa raiva. E, muitas vezes, a origem é tão antiga quanto os seus pais. Como no caso da Danielle, que a raiz da raiva dela vinha de uma rejeição que ela havia sofrido. Então, por não saber lidar com essa rejeição, ela explodia sobre as outras pessoas. É importante ter esse entendimento para lidar com ela de forma eficaz”, orienta Renato.

Se você também precisa de ajuda para superar as dificuldades da vida a dois, faça como Danielle: participe, semanalmente, da Terapia do Amor, que acontece todas as quintas-feiras, às 10h, 15h e 20h, no Templo de Salomão, e em outras localidades. Consulte aqui os endereços.


Como a raiva pode acabar com o seu casamento
  • Jeane Vidal / Foto: Istock 


reportar erro