Rede aleluia

Notícias | 12 de agosto de 2019 - 13:22


Brasileiros confiam mais nas igrejas do que em instituições governamentais

Estudo do IBOPE mede o grau de confiança dos brasileiros nas instituições nacionais e é realizado todos os anos desde 2009

O IBOPE Inteligência acaba de divulgar o novo resultado da pesquisa Índice de Confiança Social (ICS). O estudo mede o grau de confiança dos brasileiros nas instituições nacionais e é realizado todos os anos desde 2009.

Dessa vez, como no ano passado, o Corpo de Bombeiros obteve o primeiro lugar em confiança dos brasileiros. Em uma escala de 0 a 100, a instituição alcançou 88 pontos.

Em segundo lugar há um empate técnico entre Polícia Federal (72 pontos) e igrejas (71 pontos). A margem de erro da pesquisa é de 2 pontos para mais ou para menos.

Em comparação com o índice de 2018, a confiança nas igrejas subiu 5 pontos.

Quem obteve o maior crescimento em credibilidade foi a Presidência da República, que em 2018 tinha 13 pontos e em 2019 alcançou os 48.

De onde vem a confiança

Esta não é a primeira vez que os brasileiros demonstram confiar mais nas igrejas do que em instituições governamentais. Uma pesquisa realizada em 2015 pelo Instituto Datafolha, por exemplo, apontava que a Universal já tinha mais prestígio entre os brasileiros do que o presidente da República.

Na ocasião, o Bispo Edir Macedo, fundador e líder da instituição, declarou acreditar que tamanha credibilidade da população à Universal se devia, especialmente, pelos serviços prestados à comunidade.

“Com inteligência e sensibilidade, a Igreja identifica os problemas que afligem as pessoas e as direciona a uma solução. Isto é, enquanto muitos segregam, a Igreja busca agregar e reintegrar. Cumpre, assim, o seu papel na sociedade”, publicou o Bispo em seu blog pessoal. “Milhões de pessoas, de Norte a Sul do País, têm encontrado na Universal uma direção para os seus mais diversos dilemas”.

Ele ainda ressaltou que, muitas vezes, a Universal é a “última porta”. É nela que pessoas desesperadas batem em busca de ajuda. E o resultado positivo é visível na sociedade:

“Por exemplo, algumas das atividades da Universal são vistas nas variadas ações sociais e culturais com os jovens, na esperança de recuperação levada aos presidiários, na fé transmitida para a superação de doenças e problemas financeiros, na palavra certa que leva a uma mudança no casamento ou relacionamento, no assistencialismo a pessoas em situação de rua, no tratamento para a cura dos vícios etc. Aliás, muitas pessoas, depois de não encontrarem uma resposta satisfatória nos diversos lugares onde pediram ajuda, chegam desesperadas ‘à última porta’. Porém, quando são libertas e restauradas, não apenas estas são beneficiadas, mas suas famílias e o meio na qual vivem”.

Quer conhecer mais sobre os trabalhos realizados pela Universal que tanto prestígio e credibilidade geram ante a sociedade? Então, clique aqui.


  • Andre Batista / Imagem: Reprodução 


reportar erro