Rede aleluia
A blasfêmia não é o que você pensa que é
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
GaranhunsRecife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta RedondaCabo Frio
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCaraguatatubaCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPraia GrandePresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
BlumenauCriciúmaFlorianópolis

Notícias | 14 de Janeiro de 2022 - 16:41


A blasfêmia não é o que você pensa que é

Entenda nesta mensagem as verdadeiras características de uma pessoa blasfema

A blasfêmia não é o que você pensa que é

Hoje em dia, muitas pessoas acreditam que a humanidade está vivendo os últimos dias por causa das inúmeras tragédias pelo mundo, a desestruturação das famílias, muitos crimes, mortes e violência. 

Porém, em continuação à live de estudos sobre o terceiro capítulo do segundo livro de Timóteo, Cristiane Cardoso explicou que tudo isso está relacionado a essa passagem bíblica. Pois quando as pessoas passam a ter essas características, elas são capazes de fazer tudo isso que foi citado acima.

Veja o que diz a Palavra de Deus:

“Porque haverá homens amantes de si mesmo, avarentos, presunçosos, soberbos, BLASFEMOS, desobedientes a pais e mães, ingratos, profanos…” 2 Timóteo 3.2

Cristiane ressaltou que, quando se ouve a palavra blasfêmia, pensa-se logo em algo relacionado contra Deus. Mas, o dicionário explica que blasfemar é o mesmo que praguejar, maldizer, amaldiçoar e insultar.

“As pessoas por qualquer motivo insultam as outras e não sabem que isso também é blasfemar. Pois, quando insultamos ou falamos mal de alguém, estamos falando isso contra o próprio Criador dela, que é Deus”, ensinou.

Além disso, os blasfemos são pessoas que demonstram que há muito ódio dentro delas e por isso elas extravasam com palavras de injúria, maldição e insultos.

Assista a mensagem completa:

Siga o perfil @godlywoodoficial  no Instagram e ative as notificações para não perder as próximas lives, que seguirá falando sobre as características da humanidade nos últimos dias.

Veja também:

Quem são os amantes de si mesmos?

Descubra se você é uma pessoa avarenta

Cuidado: a presunção é muito mais sutil do que você pode imaginar 

Como a soberba pode prejudicar a sua fé

 


A blasfêmia não é o que você pensa que é
  • Isabel Tavares / Foto: iStock 


reportar erro