Parte 2 – Acompanhe as outras 8 lições sobre o Estudo do Apocalipse

Foram 93 semanas de meditação nos 22 capítulos do último livro da Bíblia. Relembre

Por Flavia Francellino / Fotos: iStock

Como destacamos recentemente, o Universal.org separou 16 curiosidades, detalhes e lições aprendidas ao longo de todo o Estudo do Apocalispe, que teve início em 9 outubro de 2016 e foi realizado, semanalmente, no Templo de Salomão, em São Paulo, sempre às 18 horas, da qual participou uma multidão de mais de 6 mil pessoas.

Sempre à luz da Palavra de Deus, as pessoas puderam ter o entendimento espiritual ampliado a respeito do Fim dos Tempos.

Os primeiros encontros foram conduzidos pelo Bispo Edir Macedo, seguido do Bispo Renato Cardoso e, desde dezembro de 2017, assumido pelo Bispo Francisco Decothé.

Ao todo, foram 93 semanas ininterruptas estudando versículo por versículo dos 22 capítulos do livro do Apocalipse. O encerramento se deu no dia 05 de agosto último.

Clique aqui e confira as 8 primeiras lições do Estudo do Apocalipse

Abaixo você confere as 8 últimas lições, das 16 separadas, com o objetivo de recapitular os ensinamentos.

E para quem deseja saber mais a respeito do assunto, basta acessar a plataforma Univer para conferir os episódios.

Acompanhe:

  1. O Armagedom

A grande batalha será travada com a segunda volta de Jesus, como visto em Apocalipse 19. Também aqui, o Deus- Filho não lida com trindade satânica, formada pelo Anticristo, o falso profeta e o dragão, que é Satanás – mas, sim, Seus Anjos. “O anticristo e o falso profeta serão arremessados no lago de fogo que arde com enxofre”, enquanto “será lançado no abismo completamente acorrentado e impedido de sair (Apocalipse 20.1 a 3)”, descreve o estudo.

  1. Milênio

Tempos de paz absoluta, justiça, segurança se sucederão durante o Milênio, período que o Senhor Jesus reinará na Terra. Isso será possível porque “Satanás estará derrotado e preso para que o longo período de paz seja assegurado” (Apocalipse 20.1-2). Enquanto isso, “a justiça Divina recompensará os que foram martirizados durante a Grande Tribulação por não se curvarem ao Anticristo (Apocalipse 20.4). Como prêmio, serão ressuscitados e reinarão com o Senhor Jesus, juntamente com os que fizeram parte da primeira ressureição, com os arrebatados e os 144 mil selados”, descrevia em outro momento o estudo.

  1. Satanás é solto e finalmente derrotado

Após o Milênio, Satanás será brevemente solto e fará sua última tentativa para deter a Salvação de muitos. Incitados pelo espírito do engano, muitas pessoas se deixarão influenciar por ele, e seguirão rumo à cidade amada (Apocalipse 20.9) para confrontar, ao seu lado, o Rei dos reis. “Paz e justiça não serão suficientes para curar a natureza pecaminosa do ser humano”, ponderou o estudo. “Jesus fará descer fogo dos Céus, que devorará os rebeldes (Apocalipse 20.9). Também lançará o diabo no mesmo lugar onde já haviam sido lançados a besta e o falso profeta – no lago de fogo e enxofre (Apocalipse 20.10).”

  1. O Julgamento Final é para os não salvos

Segundo o estudo, haverá um grande Tribunal Divino onde “estarão reunidos todos os que, em vida, rejeitaram o Filho de Deus (Apocalipse 20.12).” Para que o juízo aconteça,  continua, “serão abertos livros com registros celestiais de todas as obras e palavras dos que serão julgados e mostrarão não somente os feitos condenáveis de cada pessoa, mas também as oportunidades de salvação oferecidas pelo Senhor Jesus e que foram desprezadas.”

Para o Bispo Decothé, isso acontecerá para que as pessoas “entendam que Deus é justo”. E pontuou que os arrebatados e os que haviam sido salvos não passarão por isso.

  1. Os que serão condenados

Apocalipse lista, no capítulo 21.8, que os “tímidos, incrédulos, abomináveis, homicidas, feiticeiros, idólatras, mentirosos e os que se prostituem” serão condenados. Já no capítulo 22.15 adiciona à lista os “cães”, ou seja, aqueles que vivem uma vida desregrada. “Obviamente, os que estão nesta lista não são os únicos que serão excluídos da Salvação”, enfatizou o estudo.

  1. Nada do que fizemos será esquecido

O que pode ser muito bom, no caso dos que foram justos. Seus feitos os seguirão (Apocalipse 14.13) e terão peso na recompensa do Altíssimo. O estudo acentua que “a maior injustiça é a igualdade”, e que, portanto, cada um receberá de acordo com aquilo que fez para Deus.

  1. Haverá um novo Éden

O estudo narra que o círculo da história humana se encerrará da mesma forma que começou – no Jardim do Éden – “mas, desta vez, com o pecado e Satanás finalmente derrotados. O objetivo inicial de Deus na criação era que o ser humano vivesse eternamente por meio da árvore da vida”, o que foi interrompido devido ao pecado. Mas, na Nova Jerusalém, “essa árvore da vida reaparece e dará seus frutos para que os salvos vivam eternamente”, colocou o estudo.

  1. Relógio Apocalíptico

Catástrofes, eventos naturais, o engano religioso e falta de amor mostram que o fim está mais próximo do que se imagina, como indicam as profecias e o texto de Mateus 24. No versículo 32, 33 e 34, lemos: “Aprendam a lição da figueira: quando seus ramos se renovam e suas folhas começam a brotar, vocês sabem que o verão está próximo. Assim também, quando virem todas estas coisas, saibam que ele está próximo, às portas. Eu lhes asseguro que não passará esta geração até que todas essas coisas aconteçam.

Ao longo das últimas semanas, o Bispo Decothé ressaltou que Israel “é o relógio apocalíptico”, o “termômetro” da volta de Cristo. Muitos cristãos acreditam que a figueira faz denotação direta à cidade amada, Israel. Se, portanto, quiserem saber sobre a volta de Cristo, devem olhar para ela.

Gostou da série? Compartilhe com os amigos e familiares nas redes sociais.

ler mais
Reportar erro

comentários

Comunicar erro

Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Parte 2 – Acompanhe as outras 8 lições sobre o Estudo do Apocalipse

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente


Fake news

Você sabe de alguma notícia falsa que tem circulado na internet sobre a igreja Universal? Relate aqui o caso que iremos trazer toda a verdade no site Mitos e Verdades

Formulário de Denúncia

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente


Expediente

Editora Executiva:

Cinthia Meibach

Coordenadora de Conteúdo:

Ivonete Soares

Repórteres:

Andre Batista, Daniel Cruz, Débora Picelli, Jeane Vidal, Michele Roza, Rafaella Rizzo, Sabrina Marques, Rafaela Dias



E-mail para Contato: redacao@sp.universal.org.br

Telefone:(11) 2392-3372

Endereço Rua João Boemer, 254 - Brás, São Paulo

Cep: 03018-000

Free WordPress Themes, Free Android Games