Rede aleluia
Pensamento #34 — Você será cobrado
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
Recife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCabo FrioCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta Redonda
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPraia GrandePresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão João da Boa VistaSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
BlumenauCriciúmaFlorianópolis

Renato Cardoso | 13 de julho de 2014 - 00:01


Pensamento #34 — Você será cobrado

Pensamento #34 — Você será cobrado

Parte da série “40 Pensamentos de Jesus”. Veja todos os anteriores aqui, mas primeiro saiba como funciona o propósito aqui.

Mas àquele a quem muito foi dado, muito lhe será exigido; e àquele a quem muito se confia, muito mais lhe pedirão. Lucas 12.48

Deus cobrará de nós resultados segundo nossa capacidade. Essa é a essência desse Pensamento de Jesus.
Isso é confirmado em várias outras passagens bíblicas. Uma das principais é a Parábola dos Talentos (Mateus 25.14-30). Contrário ao que muitos pensam e ensinam, Deus não vai passar a mão na cabeça de ninguém no que diz respeito às suas responsabilidades e capacidades. Aquela ideia de que Deus irá perdoar, ser compassivo e misericordioso se aplica apenas ao pecador ignorante que se arrepende. Pecou porque não sabia melhor. Mas para o pecador consciente, que decidiu insistir em errar ou ser relaxado com suas responsabilidades, não haverá perdão, compaixão nem misericórdia.
E ainda há uma agravante. Nem os totalmente ignorantes sairão ilesos. Note o que disse Jesus antes do “Mas” no início do Pensamento acima: “Aquele, porém, que não soube a vontade do seu senhor e fez coisas dignas de reprovação levará poucos açoites.” Quer dizer, mesmo quem fez o que era errado por ignorância (não soube a vontade do Senhor), será punido — ainda que menos do que os que erraram conscientemente.
Ignorância não é desculpa quando o conhecimento está ao seu alcance. A Bíblia diz que a descrença do ser humano é indesculpável pois a própria natureza anuncia a existência de Deus. (Romanos 1.20; Salmo 19.1-4) Só não crê n’Ele quem não pensa ou escolhe ignorá-Lo.
Deus espera resultados de nós. Resultados em termos de obediência, crença, exemplo, bons frutos, crescimento, multiplicação, desenvolvimento segundo os talentos e capacidade que nos confiou. Como um pai que investe na educação do filho, um patrão que treina seu funcionário, um agricultor que semeia a terra — Deus espera o Seu retorno. Ele tem investido em nós, semeado Seus Pensamentos em nosso coração, nos treinado para as batalhas da vida. Temos a capacidade e o conhecimento. E quanto mais temos, mais devemos produzir.
Não tenha dúvida sobre isso: você será cobrado.
Aplicação: Exija resultados de si mesmo pois você tem capacidade. Não se permita dar desculpas, pois Deus não as aceitará — nem em casos de ignorância.
Quais os resultados que você tem produzido segundo seus talentos, conhecimentos e capacidade? Você costuma usar a ignorância como desculpa (“eu não sabia…”)? O que você acha de pessoas que não produzem resultados e são acomodadas em ser assim? Deixe seu comentário.
 
 
Veja também:

Cadastre-se nesse blog e seja avisado de novos posts…
 
 


reportar erro