Rede aleluia
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
Recife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCabo FrioCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta Redonda
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão João da Boa VistaSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
BlumenauCriciúmaFlorianópolis

Renato Cardoso | 1 de julho de 2014 - 00:01


Pensamento #22 — O mundo de ponta-cabeça

Parte da série “40 Pensamentos de Jesus”. Veja todos os anteriores aqui, mas primeiro saiba como funciona o propósito aqui.

Uma coisa ainda te falta: vende tudo o que tens, dá-o aos pobres e terás um tesouro nos céus; depois, vem e segue-Me. Lucas 18.22

Jesus estava falando com um jovem que era muito, muito rico. Não era comum um jovem ser rico, portanto presume-se que ele havia herdado sua riqueza de seu pai. Ele sabia o valor de uma herança, mas não sabia o valor de uma conquista, pois nunca teve de trabalhar duro para conquistar nada. Este jovem queria herdar também a vida eterna, e este desejo o levou até Jesus.
Porém, quando Jesus foi direto e fulminante na resposta, o jovem ouviu o que não queria e se retirou triste. Na verdade, ele não veio buscar a resposta. Ele veio buscar facilidade.
Mas no mundo de Jesus não há facilidades. Comparado ao mundo em que vivemos, o mundo de Jesus é de cabeça para baixo e de trás para frente. É todo ao contrário. No mundo de Jesus, os últimos serão os primeiros, quem é maior serve o menor, e quem dá é mais feliz do que quem recebe. No mundo de Jesus, o fraco é forte, os perseguidos são abençoados, e os inimigos devem ser amados. Ele mesmo, sendo rico Se fez pobre, tendo autoridade Se fez submisso, sendo mestre lavou os pés de Seus discípulos. O mundo de Jesus realmente é de ponta-cabeça para quem vive fora dele.
Como aquele jovem rico, muitos não querem tamanha reviravolta em suas vidas. Querem algo de Jesus, sim, mas não querem ser incomodados em sua maneira de viver. Querem coisas que só podem ter se entrarem no mundo de Jesus, mas não querem deixar as coisas de seu próprio mundo para obtê-las. Querem facilidades. Por isso, quando descobrem que o caminho é de sacrifício, voltam cabisbaixas para seu próprio mundo.
Ele explicou isso de outra maneira:
“Quem quiser preservar a sua vida perdê-la-á; e quem a perder de fato a salvará.” — Lucas 17.33
Aplicação: Quando Jesus lhe propõe algo que virará sua vida de cabeça para baixo, aceite a proposta. Na verdade, o resultado final será que você ficará de cabeça para cima.
Jesus já virou sua vida de “cabeça para baixo”? Você tem hesitado em fazer o que Ele lhe pede por medo de não dar certo? O que você acha que teria acontecido se aquele jovem rico tivesse feito o que Jesus mandou? Deixe seu comentário.
 
Veja também:

Cadastre-se nesse blog e seja avisado de novos posts…
 
 
unknown.png Curta nossa página no Facebook. 0% de besteira garantido — ou o seu click de volta.
 
 


reportar erro