Rede aleluia
João 6: Esse Jesus é um pão!
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
Recife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCabo FrioCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta Redonda
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPraia GrandePresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão João da Boa VistaSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
BlumenauCriciúmaFlorianópolis

Renato Cardoso | 28 de setembro de 2013 - 06:47


João 6: Esse Jesus é um pão!

João 6: Esse Jesus é um pão!

Saiba como fazer o Propósito de João
 

A palavra-chave deste capítulo é “pão”. Ela aparece aqui 19 vezes. O episódio começa com a fome das pessoas que se reuniram em um lugar remoto para ouvir Jesus. Chama a atenção a maneira como Ele testou os discípulos antes da multiplicação do pães:

“Onde vamos comprar comida para toda esta gente?” Ele sabia muito bem o que ia fazer, mas disse isso para ver qual seria a resposta de Filipe.
João 6.5,6

Deus sempre sabe muito bem o que vai fazer. Todos os dias de nossa vida já são do conhecimento d’Ele. Seus planos a nosso respeito são sempre bons. Porém, muitas vezes Ele “deixa a coisa rolar” para ver qual será a nossa resposta, a nossa reação. É aí que muitos perdem a fé, se desesperam, tentam resolver as coisas com as próprias mãos.
Filipe foi logo pegando a calculadora e fazendo contas. Cinco mil homens, mais mulheres e crianças… Nem 10 mil reais daria para todo mundo comer.
André já foi mais proativo. Achou um rapaz que tinha cinco pães e dois peixes mas logo apontou que aquilo não era nada para a multidão.
Filipe representa as pessoas calculistas, que querem provas de tudo para crerem. Foi este mesmo Filipe que três anos depois de já andar com Jesus, Lhe pediu: “Senhor, mostra-nos o Pai, e isso nos basta.” E Jesus lhe respondeu com surpresa: “Faz tanto tempo que estou com vocês, Filipe, e você ainda não Me conhece? Quem Me vê vê também o Pai. Por que é que você diz: ‘Mostre-nos o Pai’?” (João 14.8,9)
Essas pessoas custam muito a crer porque são mais atidas ao que podem ver, entender e tocar. Passam a vida ouvindo falar de Deus mas não O conhecem.
André representa as pessoas que até creem, mas com limites. Enxergam mais o tamanho do problema do que o poder de Deus.
Às vezes somos Filipe, às vezes André.
Às vezes somos a multidão faminta que só busca Jesus quando está com fome. Às vezes somos como os judeus que mesmo depois de comerem do pão que Jesus ofereceu, O abandonaram quando Ele os chamou para um compromisso maior, para fazer d’Ele o alimento diário para suas vidas.
Abra os seus olhos. Olhe além do que é físico. Confie em Deus no meio da necessidade. Reaja bem nos momentos de prova. Entregue a Ele tudo o que você tem.
Quem comer desse Pão, nunca terá falta de nada — e ainda ganhará a vida eterna de quebra.
21_dias_desafio_de_joao
 
 
O Propósito de João virou livro!
Agora você pode levar as 21 lições práticas com você e viver essa transformadora viagem no tempo em qualquer lugar.
Se você foi ajudado através do Desafio, beneficie também um amigo, presenteando-o com um exemplar.
Disponível para compra no Arca Center. Clique aqui.


reportar erro