Rede aleluia
João 10: Mais burro que um jumento
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
Recife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCabo FrioCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta Redonda
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPraia GrandePresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão João da Boa VistaSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
BlumenauCriciúmaFlorianópolis

Renato Cardoso | 2 de outubro de 2013 - 06:33


João 10: Mais burro que um jumento

João 10: Mais burro que um jumento

Saiba como fazer o Propósito de João
 

O objetivo principal de Jesus neste capítulo é ensinar as pessoas a distinguirem entre os verdadeiros representantes de Deus e os falsos, bem como os verdadeiros e falsos seguidores de Deus. Ele usa a analogia do relacionamento entre o pastor e ovelhas para ilustrar isso.

Os fariseus, que estavam ali ouvindo aquele discurso com o povo, se julgavam os verdadeiros representantes de Deus na terra. Queriam que o povo rejeitasse Jesus como um impostor. Jesus então abriu os olhos do povo e o ensinou como detectar e separar o verdadeiro do falso:
Verdadeiro pastor
Entra pela porta, pois tem direito e autoridade, não tem nada a esconder
Quem é da verdade, reconhece sua voz
Quem é de Deus o segue
Vai na frente das pessoas, defendendo-as e lutando por elas
Só quer o bem das pessoas, sacrifica-se para que elas tenham vida completa
Dá a vida pelas pessoas
Falso pastor
Entra pela janela, como ladrão, por conta própria, e sem ser convidado
Quem é incauto ou gosta da mentira, prefere sua voz
Quem é de Deus foge dele
Quando a situação não lhe é favorável, abandona as pessoas
Só quer os o dinheiro das pessoas, não hesita em sacrificá-las por si mesmo
Está mais preocupado com a própria vida
Hoje mais que nunca, com tantos autonomeados pastores, apóstolos, bispos, missionários, evangelistas, ministros disso e daquilo por aí, precisamos desse discernimento. Quem é quem? Quem se apontou e quem foi apontado por Deus? Como separar os bandidos dos mocinhos? A lista acima, dada pelo próprio Senhor Jesus, nos dá a dica.
Mas note também que a única razão por que falsos líderes existem é a existência de falsos seguidores.
Jesus disse claramente que quem é ovelha d’Ele, conhece Sua voz e O segue — mas estranha a voz do bandido e foge dele. Como o próprio Deus disse em Isaías 1.3:

O boi conhece o seu dono, e o jumento sabe onde o seu dono põe o seu alimento, mas o meu povo não sabe nada, o povo de Israel não entende coisa nenhuma.

Até os animais conhecem seus donos, mas as pessoas não reconhecem a Deus. Hoje em dia até o smartphone reconhece a voz e as digitais do dono. Parece que máquinas e animais tornaram-se mais inteligentes que o ser humano.
Você tem fugido dos falsos? Tem obedecido a voz do Verdadeiro Pastor?
21_dias_desafio_de_joao
 
 
O Propósito de João virou livro!
Agora você pode levar as 21 lições práticas com você e viver essa transformadora viagem no tempo em qualquer lugar.
Se você foi ajudado através do Desafio, beneficie também um amigo, presenteando-o com um exemplar.
Disponível para compra no Arca Center. Clique aqui.
 
 
 
Ver também:

 
Cadastre-se nesse blog e seja avisado de novos posts…
 
 


reportar erro