Rede aleluia
Bonito ou feio?
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
Recife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta RedondaCabo Frio
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPraia GrandePresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão João da Boa VistaSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
BlumenauCriciúmaFlorianópolis

Núbia Siqueira | 15 de Fevereiro de 2021 - 23:58


Bonito ou feio?

Leia e medite na mensagem de hoje

Bonito ou feio?

Um jovem me disse certa vez: “Quem gosta de beleza interior é arquiteto. Eu gosto mesmo é de beleza exterior.”

Aquele rapaz tinha esse critério para julgar se deveria namorar ou não com uma mulher. Bem, a escola de Vinicius de Moraes tem discípulos.

Mas, enquanto muitos moldam os seus padrões no “As feias que me perdoem, mas beleza é fundamental.”, eu penso que, se a beleza física fosse algo tão importante assim, as vestes da mulher virtuosa de Provérbios 31 não seriam a força e a dignidade.

Se há tantos trajes e acessórios belíssimos que valorizam a aparência de uma pessoa, por que, então, Deus enalteceria somente o que se carrega na alma?

Olha, eu já vi muitas mulheres tidas como “feias” para os padrões atuais, mas que eram lindas por dentro; e outras que eram aplaudidas como lindas, mas horrorosas interiormente.

Se a beleza física fosse o critério mais importante, do ponto de vista espiritual (que é o REAL), Davi não seria rei de Israel. A aparência não recomendava o jovem pastor de ovelhas para substituir o “belo” Saul.

Franzino e desprezado até pelo pai, Davi se tornou o rei que Israel mais tem satisfação até os dias de hoje. Não teve a beleza de Saul, mas foi um servo corajoso e de fé. Ao mesmo tempo que era soldado, também era comandante, bom administrador, músico, poeta….

Ester também não foi escolhida por Assuero para ser rainha do império persa por sua beleza física ou enfeites. A força do seu caráter e pureza, fez dela a mulher mais deslumbrante do harém.

Então, na época da estética, que se valoriza mais o físico do que as virtudes morais, é preciso relembrar essas palavras: “Não considere a sua aparência nem sua altura (…). O Senhor não vê como o homem: o homem vê a aparência, mas o Senhor vê o coração”.1 Samuel 16:7 “.

Não estou dizendo que podemos todos “embarangar” de vez e esquecer que temos um corpo a zelar. Mas, aparência não é tudo na vida e não vale tudo para conquistá-la. A atração física tem o seu lugar num relacionamento, mas não pode ser a prioridade. Aparência pode ajudar a conquistar um trabalho, mas não o mantém.

Tenhamos em alta prioridade os valores, pois eles não envelhecem, não enrugam e não embotam.


Bonito ou feio?
  • Núbia Siqueira / Foto: Getty Images 


reportar erro