Rede aleluia
A repetição
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
GaranhunsRecife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta RedondaCabo Frio
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCaraguatatubaCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPraia GrandePresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
Baln. CamboriúBlumenauCriciúmaFlorianópolis

Núbia Siqueira | 24 de Maio de 2022 - 22:25


A repetição

Leia e medite na mensagem de hoje

A repetição

Não há PAZ.

“Mas os ímpios não têm paz, diz o Senhor.” Isaías 48:22

“Mas os ímpios são como o mar bravo, porque não se pode aquietar, e as suas águas lançam de si lama e lodo. Não há paz para os ímpios, diz o meu Deus.” Isaías 57:20-21

Se não obedece a Deus é ímpio e vive em estado de rebelião contra Ele. E se é ímpio, não tem paz. Pode ser culto, pode ter dinheiro, reputação, influência, saúde, amigos, beleza… enfim, pode ter tudo, mas não tem paz. A alegria e a paz dependem do nosso relacionamento com Deus, por isso, vemos uma declaração tão frontal nas Escrituras para todos os seres humanos.

Não quer viver dentro da vontade de Deus? Então, é preciso pagar o preço de ter a alma como um mar revolto. Sem calma, sem descanso interior, sem quietude e sem segurança.

Só a agitação de uma consciência intranquila, atormentada de culpa, lembranças e cobranças. Só o vazio que nada e ninguém preenche. Só a angústia silenciosa que a diversão sequer camufla.

Ou seja, o ímpio tem o inferno dentro dele.

Vivemos hoje com a porção dos justos ou dos ímpios?


A repetição
  • Núbia Siqueira / Foto: Istock 


reportar erro