Rede aleluia
Suas emoções controlam a sua boca?
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
GaranhunsRecife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta RedondaCabo Frio
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCaraguatatubaCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPraia GrandePresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
Baln. CamboriúBlumenauCriciúmaFlorianópolis

Notícias | 2 de Outubro de 2022 - 00:05


Suas emoções controlam a sua boca?

Muitas mulheres se deixam levar pelos sentimentos e falam o que não devem, o que gera prejuízos a elas

Suas emoções controlam a sua boca?

Antes de usar a boca para expor suas emoções, toda mulher deveria cosiderar o alerta da Bíblia, que destaca que “a sua boca fala do que está cheio o coração” (Lucas 6.45, Nova Versão Internacional).

O coração é conhecido popularmente como o centro dos sentimentos, que vão do amor à raiva. O problema é que muitas cristãs deixam suas palavras serem reflexo do que sentem e, assim, colocam para fora tudo o que passa em suas cabeças e, às vezes, nem se dão conta do que estão fazendo. Com isso, elas geram alguns problemas em suas vidas.

Isso pode acontecer no trabalho, na rua, em casa com os familiares e até com amigos. Como você age quando se incomoda com a atitude de alguém, quando é humilhada ou até mesmo atacada por pensamentos ruins? Você explode, coloca para fora o que está em seu coração e reage com ofensas e grosserias ou você pratica o domínio próprio e leva sua causa para Deus?

É normal que uma cristã passe por momentos de raiva ou tristeza, assim como ocorre a qualquer mulher. Porém, quando isso acontece, é necessário que ela se lembre dos ensinamentos de Jesus e avalie as consequências de suas palavras.
Em meditação disponível no Univer Vídeo, Cristiane Cardoso refletiu sobre o assunto com base no versículo de Salmos 34.1: “Louvarei ao Senhor em todo o tempo; o seu louvor estará continuamente na minha boca”.

Ela destacou que quem quer agradar a Deus e louvá-Lo precisa tomar cuidado com as palavras que profere, principalmente quando enfrenta situações difíceis que mexem com suas emoções. “Nós, que somos tementes a Deus, temos de ter cuidado com a nossa forma de falar. Se temos o louvor, não podem sair da nossa boca fofocas, palavrões ou maldições”, disse.

Hoje, há quem defenda a necessidade de a mulher colocar para fora tudo o que pensa, mas nem tudo deve ser falado, ainda mais quando foge do que agrada a Deus. “Quando você está chateada, mal-humorada, irritada ou com raiva de alguém, fique na sua. Você não precisa falar. Quando você fala com raiva, a situação piora e aquilo cresce. Você ainda pode falar o que não devia e, com isso, terá outro problema”, disse.

Cristiane lembrou que quem domina as próprias palavras é poderoso e perfeito, como está escrito em Tiago 3.2. “A língua é a forma mais fácil de pecar e oficializar sentimentos ruins. Então, em vez de dar poder a situações ruins em sua vida, leve-as para Deus para que Ele a ajude a vencer e a ser resistente às emoções e, assim, se tornar uma mulher mais forte”, aconselhou.

Por isso, leitora, se você não consegue controlar sua boca, reveja suas reações. E, caso precise desabafar, recorra a Deus, pois Ele a ajudará a tomar as atitudes certas.


Suas emoções controlam a sua boca?
  • Camila Teodoro / Foto: Getty images 


reportar erro