Rede aleluia
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
Recife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCabo FrioCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta Redonda
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPraia GrandePresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão João da Boa VistaSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
BlumenauCriciúmaFlorianópolis

Notícias | 2 de junho de 2019 - 00:05


Que passos seguir para ser mais produtivo?

Veja o que pode estar prejudicando o seu desempenho

Você vai começar as tarefas no trabalho, o telefone toca e você atende a ligação, pois se trata de um cliente importante para a empresa. Em seguida, é chamado para uma reunião que leva muitas horas. Na sequência, tenta ler as notícias para se atualizar e perde algum tempo fazendo isso. São ocorrências que já se tornaram rotineiras, mas que tomam um período precioso do seu dia a dia. Se você se identificou com essa situação, provavelmente sofre com a Síndrome do Profissional Ocupado. Não se desespere. Na maioria dos casos, estar ocupado demais não é sinônimo de produtividade, mas de falta de planejamento e de gestão do tempo.

Procrastinação
Para a master coach Erika Guarnieri, (foto abaixo) a procrastinação é outro problema que atrapalha a produtividade. “É o famoso ‘faço depois’. Mas não adianta ‘empurrar o trabalho com a barriga’. O profissional que age assim tem a característica de fazer as coisas urgentes e deixar de lado as mais importantes. Ele vive para apagar incêndios. Mas, quem se dedica ao que é mais importante primeiro, dificilmente terá coisas urgentes para fazer, pois tem o controle de suas tarefas”, explica.

Papel e caneta
O primeiro passo para ser mais produtivo é pegar papel e caneta e organizar as tarefas. “O que você tem a fazer precisa estar escrito como um roteiro. Depois você pode até passar tudo para o celular ou o tablet, mas precisa ter uma agenda de papel. Se a bateria do seu celular acabar, como você fará se não tiver essas informações anotadas em outro lugar? Escreva suas metas e estabeleça um intervalo entre elas para o caso de emergências”, orienta Erika.

Simples e prático
Para a profissional, a produtividade no escritório também depende da organização em casa. “Se você mantém o seu guarda-roupa em ordem, fica mais fácil se preparar para a mudança de temperatura e escolher a roupa adequada para ir ao trabalho e se você mantém seus documentos organizados sabe onde encontrar aquela pasta para a reunião com o cliente”, exemplifica.

Todas as áreas
Segundo a coach, é necessário dar atenção a todas as áreas: “a espiritual, pois você precisa de um tempo com Deus; a familiar, em um almoço com os pais ou ligando para eles; a conjugal, dispensando um tempo para a esposa e os filhos; a social, pois os amigos são importantes; e a da saúde, não esquecendo que temos que nos alimentar, dormir bem e fazer atividades físicas”, recomenda.

Foco
Para Erika, é preciso aprender a dizer não. “Evite pegar muitas coisas para que possa ter foco. Eleja no máximo três áreas na semana de trabalho.” Ela destaca também a importãncia do autoconhecimento: “saiba quais são os seus valores e o que você gosta de fazer. É claro que nem sempre vamos desempenhar tarefas que amamos, mas quando fazemos o que gostamos, nos tornamos mais produtivos.”

 


  • Eduardo Prestes / Fotos: Divulgação e iStock / Arte: Eder Santos 


reportar erro