Rede aleluia
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
Recife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCabo FrioCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta Redonda
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão João da Boa VistaSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
BlumenauCriciúmaFlorianópolis

Notícias | 25 de setembro de 2018 - 19:05


Programa social forma jovens socorristas na Argentina

O programa social Força Jovem (FJU) da Argentina formou 300 jovens socorristas, no último dia 18 de setembro. O objetivo do curso de práticas de Primeiros Socorros e Reanimação Cardiopulmonar (RCP) é qualificar jovens para atender pessoas que estão em situação de risco de morte.

Os formandos também poderão ampliar o quadro de voluntários da Uniforça –  equipe da FJU que trabalha em grandes eventos em apoio a órgãos governamentais, atuando em casos de catástrofes, como enchentes e grandes acidentes.

O grupo tem por função se deslocar com agilidade para prestar auxílio no atendimento, oferecendo alimentação e água para os Bombeiros e profissionais que trabalham no socorro das vítimas.

No Brasil, recentemente, o Uniforça foi reconhecido pelo auxílio prestado após o desabamento do Edifício Wilton Paes de Almeida, no Centro de São Paulo à Defesa Civil, Corpo de Bombeiros e famílias de vítimas.

Os voluntários também auxiliaram na tragédia com o acidente do avião da TAM, em julho de 2007 que ceifou a vida de 199 pessoas e no incêndio da boate Kiss, em Santa Maria, no Rio Grande do Sul, que causou a morte de 242 adolescentes.

Multiplicadores de vida

O curso, oferecido a jovens de diversas classes sociais, contou com a presença de professores e diretores de escolas públicas, que desejam levar a iniciativa da FJU a instituições de ensino.

Segundo o coordenador da FJU, Pastor Hugo Eblaus, é um avanço levar o curso para outros locais e multiplicar o conhecimento com o objetivo de salvar vidas.

De acordo com Sérgio Carballo, responsável pelo curso, foram mais de três horas de aula prática e teórica. Os alunos aprenderam técnicas de emergência, que devem ser aplicadas às vítimas de acidentes e de mal súbito.

Também foram ensinadas técnicas de reanimação cardiopulmonar, que é o conjunto de manobras destinadas a garantir a oxigenação dos órgãos humano, quando a circulação do sangue de uma pessoa para.  “O objetivo dos procedimentos ensinados é manter os sinais vitais da vítima até a chegada do socorro”, destacou Carballo.

A FJU é um programa social da Igreja Universal do Reino de Deus e está presente em países das Américas, Europa, África, Oceania e Ásia.


reportar erro