Rede aleluia

Notícias | 22 de agosto de 2019 - 10:21


Os “Ananias” e “Safiras” dos dias atuais

Leia e avalie a si mesmo: será que você não está caindo no mesmo erro deles?

 “E era um o coração e a alma da multidão dos que criam, e ninguém dizia que coisa alguma do que possuía era sua própria, mas todas as coisas lhes eram comuns. Não havia, pois, entre eles necessitado algum; porque todos os que possuíam herdades ou casas, vendendo-as, traziam o preço do que fora vendido, e o depositavam aos pés dos apóstolos.” Atos 4.32,34

Apesar da perseguição implacável que a igreja primitiva sofria, a ponto de muitos serem mortos por causa da fé, os cristãos daquela época viviam em harmonia e em comunhão uns com os outros.

Contudo, como nos dias atuais, naquela época já existiam aqueles que, embora estivessem no meio cristão, não eram quem realmente aparentavam ser.

Vivendo de aparência

É o caso de Ananias e Safira. Vendo a atitude de José, um dos membros da igreja primitiva que vendeu uma propriedade e depositou toda a quantia aos pés dos apóstolos, eles quiseram imitá-lo.

Mas, ao contrário de José, eles não agiram com sinceridade. Em vez disso, tentaram passar a imagem de pessoas que não eram.

Aos olhos de todos, pareciam sinceros, de fé, mas a intenção era má. Por isso, Ananias, em concordância com a esposa, Safira, reteve parte do valor da propriedade.

“Muitas esposas, infelizmente, cometem o mesmo erro de Safira por pensar que o seu papel é apoiar as decisões do marido”, destaca Cristiane Cardoso. Entretanto, o papel da esposa é auxiliar, mas isso não significa apoiar e acobertar os erros.

Esposa: não seja conivente com o erro

Cristiane observa ainda que muitas mulheres, a exemplo de Safira, sabem que o marido está errando, que ele não é o que diz ser, e não fazem nada a respeito, ou seja, são coniventes com a hipocrisia dele. No entanto, essa não é a conduta de uma mulher de Deus.

Assim, também, são muitos cristãos dentro da igreja. Mostram-se dedicados e prestativos, são voluntários ativos em vários grupos, evangelizam, etc. Porém, fazem isso, não porque querem servir a Deus, mas porque querem causar uma boa impressão diante dos demais. Ou seja, estão mais preocupados com a opinião das pessoas do que em agradar a Deus.

Elas se esquecem que Deus vê todas as coisas, que Ele conhece a intenção do nosso coração. Então, não se engane, pois você pode até fingir, mas Deus sabe quem você é.

Quem é de Deus não finge

“Você parece ser uma pessoa de Deus, mas está com o coração cheio de mágoa? Demonstra ser uma pessoa muito dedicada para ganhar almas, mas vive falando mal dos outros? Você parece ser uma pessoa ‘santinha’, muito religiosa, justa, mas só Deus sabe o quanto nutre pensamentos e sentimentos contrários à Palavra de Deus!”.

Provavelmente, Ananias e Safira foram alguns dos cristãos que não receberam o Espírito Santo no dia de Pentecostes, pois o Espírito Santo só vem sobre os sinceros.

A pessoa, verdadeiramente, de Deus, cheia do Espírito Santo, é temente a Deus, é incapaz de desagradá-lO, fingir e mentir. Pois, vai contra a natureza dela.

“Disse então Pedro: Ananias, por que encheu Satanás o teu coração, para que mentisses ao Espírito Santo, e retivesses parte do preço da herdade?” Atos 5.3

Para Cristiane, Satanás conseguiu encher o coração de Ananias, porque ele era avarento. Ele tinha um coração dado às riquezas, e o diabo, sabendo disso, usou contra ele.

Você tem uma inclinação má?

Se você tem uma inclinação má, o diabo, certamente, vai se aproveitar dela. Se você, por exemplo, é uma pessoa muito vaidosa, ele vai sempre procurar mostrar para você como se tornar mais bonita. Ele vai sempre incitá-la nesse sentido, porque sabe que no seu coração há uma inclinação para a vaidade. A mesma coisa em relação ao orgulho, egoísmo, egocentrismo, etc.

Portanto, é preciso se avaliar para conhecer o que tem dentro do coração. Pois, toda inclinação é perigosa, uma vez que o diabo vai fazer parceria com o coração humano para fazê-lo cair.

“Esqueça o fato de você ser uma pessoa boa e dedicada: faça uma avaliação mais profunda de quem você tem sido diante de Deus”, aconselha Cristiane.

Deus requer uma entrega total

Assim como Ananias reteve parte do que havia prometido a Deus, muitas pessoas têm retido parte de suas vidas e ainda não se entregaram totalmente a Ele.

“Guardando-a não ficava para ti? E, vendida, não estava em teu poder? Por que formaste este desígnio em teu coração? Não mentiste aos homens, mas a Deus.” Atos 5.4

Ou seja, a propriedade já era dele, ninguém o obrigara a vender e, muito menos, entregar o valor aos apóstolos. Sendo assim, não havia necessidade de ele fingir ser o que não era.

Foi por causa da hipocrisia e da falta de temor que Ananias e Safira morreram.

Assim também, muitas pessoas – que um dia foram muito usadas por Deus –, atualmente, estão morrendo espiritualmente, porque estão enganando aos outros, a si mesmo e pensam que, também, enganam a Deus. Mas, de Deus não se zomba!

Para refletir

Então, pare por um momento e faça uma autoavaliação:

“Por que você quer tanto mostrar o que não é? Qual a sua motivação? Será que Satanás não está usando isso contra você e te afastando ainda mais da presença de Deus? Medite nisso”, finaliza Cristiane.

(*) Baseado no podcast de Cristiane Cardoso


  • Jeane Vidal / Fotos: Getty Images 


reportar erro