Rede aleluia
O que a Bíblia nos diz sobre os filhos de Deus?
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
GaranhunsRecife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta RedondaCabo Frio
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCaraguatatubaCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPraia GrandePresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
Baln. CamboriúBlumenauCriciúmaFlorianópolis

Notícias | 18 de Novembro de 2022 - 14:43


O que a Bíblia nos diz sobre os filhos de Deus?

Reflita sobre este assunto tão importante na vida com Deus

O que a Bíblia nos diz sobre os filhos de Deus?

A Bíblia nos ensina que nem todas as pessoas são filhas de Deus. Podemos verificar isso, por exemplo, no versículo: “Porque todos os que são guiados pelo Espírito de Deus, esses são filhos de Deus” (Romanos 8:14). Desse modo, há uma diferença entre os que são terrenos e os que são nascidos do Espírito.

O que observar:

Considerando que o filho reflete a imagem do Pai, há 3 grupos de pessoas dentro da igreja. O primeiro deles são os que ainda não são filhos e têm consciência disso. O que eles podem fazer é buscar, então, a natureza Divina. O segundo grupo é formado pelos que não são filhos, mas acreditam que são. É importante fazer uma autoavaliação sincera sobre a condição espiritual e conversar com Deus sobre isso. Por fim, há o grupo dos que já são filhos de Deus. O filho honra o Pai. Assim, o sacrifício do filho é completamente diferente do “sacrifício” daquele que não é. Ele sabe ofertar o próprio caráter, tendo uma conduta ilibada. O Pai quer ser santificado em nós e somente o filho santifica o Pai.

  • Na Bíblia, encontramos o caso de Zaqueu, que era um cobrador de impostos avarento. Porém, ao se encontrar com o Senhor Jesus, ele se arrependeu e decidiu mudar. Ali, o Senhor Jesus o chamou de “filho de Abraão” e isso era o mesmo que chamá-lo de “filho de Deus” (Lucas 19:9). É interessante observar que Zaqueu não se autodenominou “filho de Abraão”, foi o próprio Senhor Jesus que afirmou essa identidade para ele. E este fato contrasta com o episódio em que os fariseus se autoproclamaram “filhos de Abraão” e o Senhor Jesus os negou (João 8:39). Isso aconteceu porque os fariseus eram pessoas que ostentavam uma aparência de religiosidade, na época. Mas as atitudes deles eram de filhos do mal, como o próprio Senhor Jesus afirmou.
  • Igualmente, Moisés foi adotado pela filha de Faraó (Êxodo 2). Assim, ele tinha o direito de ser um nobre do Egito. Entretanto, a história nos mostra que, ao conhecer Deus, ele decidiu deixar a identidade de “filho do Faraó”, por assim dizer, para se tornar “filho de Deus”.

Fogueira Santa dos Filhos de Deus:

Em toda a Universal, ocorrerá a “Fogueira Santa dos Filhos de Deus” em dezembro, anunciou o Bispo Renato Cardoso, durante o encontro “A Noite do Tesouro Escondido”, do dia 16 de novembro. Por isso, esse será o momento ideal para aqueles que desejam receber o Espírito Santo. Será um propósito de fé especial para levar a pessoa da condição de “criatura” para “filha de Deus”. Porque os filhos de Deus têm o nome registrado no Céu. Então, a pessoa sairá do Altar com uma nova identidade, pronta para vencer o mundo e as adversidades da vida.


O que a Bíblia nos diz sobre os filhos de Deus?
  • Da Redação / Foto: iStock 


reportar erro