Rede aleluia
O perigo da exposição de crianças e adolescentes a conteúdos violentos de séries e desenhos
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
Recife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta RedondaCabo Frio
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCaraguatatubaCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPraia GrandePresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
BlumenauCriciúmaFlorianópolis

Notícias | 19 de Outubro de 2021 - 17:22


O perigo da exposição de crianças e adolescentes a conteúdos violentos de séries e desenhos

Cenas, capazes de chocar até um adulto, podem acarretar danos à saúde mental dos mais jovens

O perigo da exposição de crianças e adolescentes a conteúdos violentos de séries e desenhos

Séries e desenhos com conteúdos violentos transmitidos pela televisão e por meios digitais estão se tornando febre entre o público infanto-juvenil. E, este perigo iminente tem acendido cada vez mais os sinais de alertas entre pais, educadores e especialistas, principalmente, das áreas de psicologia e psicopedagogia.

No enredo destas produções há desde desafios baseados em brincadeiras conhecidas como bolinha de gude ou cabo de guerra, até mesmo um caderno semelhante a um diário no qual o protagonista da história escreve o nome dos seus desafetos.

No entanto, a questão é que o desfecho da narrativa é macabro, porque os personagens que perdem as brincadeiras, ou têm seus nomes expostos, morrem. A saber, são cenas capazes de chocar até um adulto, e que podem, sim, acarretar sérios danos à saúde mental de uma criança e de um adolescente.

Gravidade e consequências

Em entrevista ao programa ‘Domingo Espetacular’, exibido na Record TV, no domingo último (17), o educador e psicoterapeuta Leo Fraiman pontuou a gravidade desta situação e algumas das consequências comportamentais.

“Infelizmente, a nossa cultura vem abraçando a morte e a violência cada vez mais frequentemente. É o interesse de uma indústria que lucra bilhões com o estado do cérebro de angústia, medo, solidão e ansiedade (…) Isso é um lixo tóxico. A desumanização ali consagrada como algo legal. Existe vasta literatura científica mostrando que isso cria uma indiferença ao outro e a si mesmo. Isso é sério. Está tirando esperança, civilidade e, em muitos casos, a vida de crianças e adolescentes”, disse Fraiman.

Abaixo, assista ao vídeo com a reportagem na íntegra:

Como ser um jovem mais criterioso

É muito importante estar ciente sobre os problemas que podem afligir os jovens, incentivando-os a fazerem boas escolhas. Bem como, os protegendo dos perigos que o mundo oferece. Pais e educadores devem conversar com seus filhos e alunos. Mostrando a eles, portanto, os malefícios dos conteúdo permeados de violência e ajudando-os a terem autonomia para perceber qual tipo de entretenimento, muitas vezes vazio de valores, estão consumindo.

Além disso, os jovens também devem fazer sua parte, ao escutar e dialogar com seus pais e professores sobre este e outros assuntos pertinentes aos conflitos desta fase da vida. Portanto, quer saber como se tornar um jovem mais criterioso em relação ao tempo que gasta com a televisão/internet e ao conteúdo assistido/acessado? Dois grupos da Universal são voltados ao público jovem de diferente faixas etárias. Abaixo, saiba quais e como participar deles:

O grupo Força Teen Universal (FTU) que acolhe adolescentes entre 11 e 14 anos de idade — uma das fases de maiores mudanças na vida de uma pessoa — além de apresentar a Palavra de Deus a eles, também os ajuda a descobrir novos talentos e desenvolver habilidades. Clique aqui e conheça o grupo.

Por sua vez, o grupo Força Jovem Universal (FJU) é um espaço de encontro, recuperação e aprendizado, que não apenas leva o Evangelho para a vida das pessoas, como faz isso utilizando uma linguagem compartilhada por todos os jovens acima dos 14 anos. Acesse aqui e fique por dentro das novidades do grupo.

Ademais, encontre aqui o endereço de um templo da Universal perto de você.


O perigo da exposição de crianças e adolescentes a conteúdos violentos de séries e desenhos
  • Redação / Fotos: Istock 

  • Colaborador: 

  • Michele Roza


reportar erro