Rede aleluia
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
Recife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCabo FrioCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta Redonda
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPraia GrandePresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão João da Boa VistaSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
BlumenauCriciúmaFlorianópolis

Notícias | 22 de outubro de 2018 - 17:10


Nova fake news falsifica carta da Universal a bispos e pastores

Criminosos enviaram para jornalistas documento com teor político. Universal já solicitou às autoridades identificação dos autores

Começou a circular nesta segunda-feira (22) uma carta atribuída à Igreja Universal do Reino de Deus com determinações políticas e ameaças aos bispos e pastores da instituição. O documento é falso da primeira à última linha. Veja abaixo:
A papelaria não utiliza o padrão gráfico adotado pela Universal há alguns anos. Na falsificação, o coração da logomarca está completamente fora de proporção.
A Universal não usa a logomarca do Templo de Salomão para adornar correspondências e documentos internos.
A assinatura do Bispo Renato Cardoso na carta é falsa.
Além de grosseiramente mal escrito, o texto traz expressões que jamais seriam utilizadas por algum oficial da Universal. Por exemplo, a frase “nosso líder e Sumo Sacerdote, Bispo Edir Macedo” – de acordo com a Bíblia Sagrada, o Sumo Sacerdote é o Senhor Jesus.
Outra palavra não usada pela Universal é “diáconos” – posição que não existe na hierarquia eclesiástica da instituição.
Mais uma mentira do documento facilmente desconstruída é a suposta “punição prevista em Código de Ética e Conduta aprovado em Convenção Nacional da IURD (sic) em 1997, na cidade do Rio de Janeiro, na Catedral da Fé”. Pois não existe tal “código”, a Universal não utiliza o acrônimo “IURD” desde 2014 e a Catedral Mundial da Fé, do Rio de Janeiro, só foi inaugurada em 1999.
Por fim, a Direção da Universal jamais enviaria correspondência com esse teor para bispos e pastores, com pedidos e ameaças estapafúrdios.
A Universal entrará com as medidas cabíveis para identificação e punição dos autores desta fraude, bem como contra aqueles que a espalharem.

UNIcom – Departamento de Comunicação Social e de Relações Institucionais da Universal


  • UNIcom 


reportar erro