Rede aleluia
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
Recife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCabo FrioCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta Redonda
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPraia GrandePresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão João da Boa VistaSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
BlumenauCriciúmaFlorianópolis

Notícias | 26 de abril de 2018 - 03:00


Homem forte

Avalie se os seus conceitos estão corretos

Muito se fala hoje de como o homem, de modo geral, parece perdido, sem rumo profissional ou sem perspectivas em sua carreira e com problemas no casamento. Parece até lugar-comum falar dessas situações, mas elas, sem sombra de dúvida, atingem grande parte dos homens. Não por acaso, o escritor Renato Cardoso costuma abordar esses temas de forma recorrente em suas palestras.

Exercício

Em uma dessas reuniões, ele perguntou aos participantes qual era o perfil de um homem forte. Certo da resposta, Renato nem esperou muito para falar da imagem que se formava na cabeça da maioria dos que estavam presentes ao encontro. Renato simulou o gesto de quem levantava peso (halteres) e arrancou alguns risos da plateia. “Aí, na academia, você vai para frente do espelho, se olha, se admira, faz pose. Esse exercício qualquer macho pode fazer, só precisa de músculo. Eu quero ver você exercitar o músculo da cabeça. Esse exercício é difícil. Não é impossível, mas é difícil. Difícil porque nada contribui para você pensar. O mundo não foi feito para ensinar ou motivar as pessoas a pensarem. Ao contrário, o mundo foi feito e organizado para impedi-lo de pensar”, esclareceu.

Comparativo

Para mostrar como grande parte dos homens é realmente fraca, ele partilhou uma informação: “eu descobri recentemente que se você pegar todas as pessoas que cometeram suicídio, em qualquer país do mundo, não só no Brasil, e dividi-las em grupos de homens e mulheres, verá que o número de homens suicidas é quatro vezes maior que o de mulheres. Por isso, eu pergunto quem é o fraco?”, falou.

Identificação

Em seguida questionou: “você sabe como identificar o homem forte? Não é pelo músculo. Para você identificar se um homem é forte, pergunte a ele: ‘você tem alguma fraqueza?’ Se ele responder que não sabe, ele é um fraco. Se ele responder ‘todo mundo tem a sua fraqueza’ e não souber dizer qual é a dele, ele é um fraco”.Na opinião do escritor, o homem forte sabe qual é a sua fraqueza. “E, por isso, trabalha para compensá-la, para protegê-la, para proteger aquele ponto fraco dele. Por isso, ele é mais forte do que os outros. O homem forte é aquele que reconhece que tem fraqueza e busca ajuda para se fortalecer. Já o homem fraco acha que não tem fraqueza, acredita que seja ‘o cara’. E por isso ele é fraco. Por não reconhecer suas fraquezas, ele é vítima de suas próprias fraquezas”, avalia.

Força real

Se pararmos um pouco para pensar, isso tudo nos remete a ações que são muito comuns no mundo masculino. Diante dos problemas, uma boa parcela dos homens costuma fugir. Se há contratempos no trabalho, ele vai jogar bola com os amigos para não pensar em resoluções. Se existem problemas no casamento, eles dão as costas para a esposa e vão para a academia “puxar ferro” e assim levantar sua autoestima. No fundo tudo isso acaba sendo apenas um tipo de fuga que os ajudam a manter as aparências. Contudo ser homem é muito mais do que isso. Ser homem de verdade vai além da aparência corporal ou de tentar fazer parecer que tudo está bem. É admitir que existem problemas e que, para solucionar muitos deles, é preciso deixar o orgulho e a vergonha de lado e buscar ajuda para ser forte realmente.


  • Por Eduardo Prestes/ Foto: Fotolia  


reportar erro