Rede aleluia
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
Recife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCabo FrioCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta Redonda
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPraia GrandePresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão João da Boa VistaSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
BlumenauCriciúmaFlorianópolis

Notícias | 14 de fevereiro de 2019 - 10:23


“Eu agradeço aos patrocinadores da Universal”

Valdirene teve a sua vida transformada em um dos templos. Assista ao vídeo

Valdirene Gonçalves chegou à Universal há quatro anos. Na época, todavia, ela era proprietária de um comércio que não trazia resultados positivos.

“Eu tinha um boteco. E vivia uma vida fracassada. Eu trabalhava dia e noite e não era bem-sucedida. Não ia para frente. Sentia-me triste, fracassada, derrotada. Praticamente no chão”, relembra.

Entretanto, certo dia, algumas amigas de Valdirene fizeram o convite para que ela participasse de um encontro na Universal.

“A minha vida mudou totalmente. Hoje é uma vida de bênção. Eu agradeço aos patrocinadores dessas igrejas e que eles possam abrir mais igrejas, para que sejam salvas mais almas. Através dessas igrejas a minha alma foi salva”, comemora Valdirene.

Ele é um patrocinador da Obra de Deus

A construção em que Valdirene conheceu a fé no Deus Vivo era recente, na época, e havia recebido a contribuição do empresário Jaime Mathias, de 63 anos.

Assista o vídeo abaixo e saiba o que motivou Jaime a investir na Casa do Altíssimo:

Moises Machava

Recentemente, o Universal.org também contou a história do engenheiro eletricista Moises Machava, de Moçambique, na África, que igualmente doou uma igreja para uma comunidade.

Sobre a edificação, Machava disse: “É meu benefício de procurar manter a minha comunhão com Deus. Manter a Salvação da minha alma. E lutar para ganhar outras almas. Essa é a missão principal que Deus nos dá. Que dá para todos aqueles que recebem o Espírito Santo. É ganhar almas”.

Seja um patrocinador

Desse modo, se assim como Mathias e Machava você também deseja investir na Obra de Deus, acesse a página oficial de doações da Universal.

Aliás, o ambiente é totalmente seguro e traz praticidade para quem deseja auxiliar a ganhar vidas para o Reino de Deus.


  • Daniel Cruz / Foto: Reprodução 


reportar erro