Rede aleluia

Notícias | 9 de novembro de 2019 - 12:28


Domingo do Resgate: decida voltar para Deus

Reunião acontecerá no domingo, dia 17 de novembro, em todos os templos da Universal

Ele era um jovem rapaz que tinha tudo. Um pai que o amava e vivia cercado de conforto material. Mas, um dia, por alguma razão, ele se cansou daquela rotina segura e disciplinada e quis viver a vida do seu jeito.

Então, pediu a seu pai a parte que ele tinha direito na herança. O pai, provavelmente, sem entender o que estava acontecendo, lhe deu.

E assim, o filho partiu para uma terra bem distante. Ele queria a riqueza do pai, mas não queria o pai. O final, muitos conhecem. Tempos depois, sobreveio grande fome nas terras onde ele estava, e por ter gastado toda a herança de maneira desregrada, passou necessidades das quais nunca pensou que viveria. A tal ponto, que aceitou cuidar de porcos e desejou comer a comida que era dada àqueles animais.

Porém, no momento da sua maior dor, ele lembrou do pai. E ali, naquela situação, o jovem se deu conta do grande erro que havia cometido, primeiramente contra os Céus, e depois contra seu pai. E decidiu voltar para casa.

A história acima é uma das mais belas e conhecidas da Bíblia e foi contada pelo Senhor Jesus: a parábola do filho pródigo. Ela está relatada no capítulo 15, do Evangelho de Lucas.

Distante do Pai

Ao partir para uma terra longínqua, aquele jovem queria ficar longe, a fim de que seu pai não interferisse em sua vida. O Bispo Renato Cardoso exemplifica que o mesmo acontece com aqueles que se encontram afastados de Deus.

“Como elas não podem se afastar espiritualmente de Deus, vão se afastando fisicamente das coisas relacionadas a Deus. Por exemplo: saem da igreja; quando passa a programação da igreja na televisão, rapidamente, mudam o canal, porque não querem nem lembrar da existência das coisas de Deus; elas guardam a Bíblia e não deixam mais à vista; evitam pessoas da igreja; elas querem distância”, explica.

Nasceu em um lar cristão

Assim, também, foi com a jovem Elisabete, de 18 anos. A jovem nasceu em um lar cristão, cercada de amor e de bons exemplos em tudo, como ela mesma afirma. Ela recorda que as pessoas, quando a viam, diziam ver nela a essência de Deus.

Porém, de modo sutil, o mundo começou a chamar sua atenção. Na escola, observava as outras meninas vivendo uma vida aparentemente “mais interessante” e passou a e imitá-las.

Sua mãe, ao perceber que a filha estava mudando, alertava que não foram aqueles os ensinamentos que ela havia recebido. Contudo, Elisabete não dava ouvidos a ninguém e o seu declínio era cada dia pior.

“Dentro de mim, fui me tornando uma pessoa destruída. Quem olhava para mim já começava a ver uma coisa ruim”, recorda.

O pai a orientava visando o bem da filha, mas ela passou a odiá-lo por causa disso.

O distanciamento foi tão grande, que aquela jovem passou a desejar, constantemente, a morte, e tentou suicídio. Mas, em um momento de lucidez, tal como o filho pródigo, ela decidiu que não dava mais para viver longe do Pai.

Assista no vídeo abaixo sua história completa:

Deus não resiste

O final da história do filho pródigo, da Elisabete e de tantos outros que reconheceram que estavam longe do Pai e decidiram voltar mostra o quanto Deus espera por essa decisão.

Talvez, você se afastou algum dia, e errou muito. E hoje, por causa disso, pensa que o Pai não irá aceita-lo de volta. Não dê ouvidos a essas vozes que dizem que Deus não vai perdoá-lo, porque você jogou tudo fora, mesmo conhecendo a Verdade.

Deus, tal como o pai do filho pródigo, o espera de braços abertos e quer te dar uma nova vida.

Neste dia 17 de novembro, em todos os templos da Universal, acontecerá o  “Domingo do Resgate”.

Consulte aqui o endereço de uma Universal mais perto você.


  • Núbia Onara / Foto: Getty Images 


reportar erro