Rede aleluia
Curso ensina idioma para imigrante conseguir trabalho no Japão
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
Recife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCabo FrioCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta Redonda
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPraia GrandePresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão João da Boa VistaSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
BlumenauCriciúmaFlorianópolis

Notícias | 9 de janeiro de 2019 - 16:37


Curso ensina idioma para imigrante conseguir trabalho no Japão

O número de estrangeiros no país bateu recorde em 2018, diz pesquisa.

Curso ensina idioma para imigrante conseguir trabalho no Japão

Salários menores e pouca oferta de trabalho é uma realidade comum entre os estrangeiros residentes no Japão. Isso porque os imigrantes que não falam o japonês são vistos apenas como mão-de-obra não-qualificada e desprovida de instrução, segundo a pesquisa divulgada pelo Ministério da Justiça do país.

Uma iniciativa do programa social Força Jovem Universal (FJU) oferece aulas de japonês gratuitamente para imigrantes, para que possam se integrar mais facilmente à comunidade e consigam melhores trabalhos.

A pesquisa também apontou que a população estrangeira no Japão ultrapassou os 2,5 milhões em 2018, recorde desde que o país começou a coletar os dados.

No curso, as aulas de japonês são ministradas por jovens voluntários, filhos de brasileiros, que nasceram e estudaram em escolas no Japão. Os professores ensinam os oriundos do Brasil, além de filipinos e indonésios a falar o idioma nas cidades de Toyohashi, Fuji e Hamamatsu, semanalmente.

Salários menores

 A pesquisa divulgada pelo Ministério da Justiça também informou que uma em cada quatro pessoas que haviam procurado um emprego no Japão, respondeu que a vaga lhe foi negada porque era estrangeira. Para 20% dos imigrantes entrevistados, a nacionalidade foi a razão apontada para receber um salário menor que os japoneses.

Para o coordenador da FJU do país, Pastor João Alberto, é muito difícil os estrangeiros residentes recomeçarem suas vidas no Japão. “A maioria vem com o intuito de ganhar muito dinheiro, mas se decepcionam com a realidade ao encontrar dificuldades na comunicação”.

Saiba mais sobre a FJU

Organizado desde a fundação da Igreja, em 1977, a Força Jovem Universal é um grupo formado por jovens voluntários que tem por objetivo ajudar outros adolescentes sem perspectiva de vida. A Força Jovem está presente em países das Américas, da Europa, da África, da Oceania e da Ásia.

O programa realiza eventos de caráter social sobre bullying, automutilação, depressão e outros temas relacionados à juventude. São realizados também torneios esportivos, shows de música gospel, competições de música e dança, gincanas e cursos.

A Força Jovem Universal também promove campanhas de doação de sangue, ações de solidariedade, faz visitas a hospitais, asilos e orfanatos.


Curso ensina idioma para imigrante conseguir trabalho no Japão
  • Unicom / Fotos: Cedidas 


reportar erro