Rede aleluia
Centenária é a pessoa mais velha a vencer a COVID-19 no Brasil
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
Recife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCabo FrioCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta Redonda
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPraia GrandePresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão João da Boa VistaSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
BlumenauCriciúmaFlorianópolis

Notícias | 1 de junho de 2020 - 15:56


Centenária é a pessoa mais velha a vencer a COVID-19 no Brasil

A idosa de 105 anos recebeu alta hospitalar após 30 dias internada na enfermaria montada nas dependências da instituição onde mora, em Manaus

Centenária é a pessoa mais velha a vencer a COVID-19 no Brasil

A pessoa mais velha a vencer a COVID-19 no Brasil é uma mulher de 105 anos. Arminda Santos recebeu alta hospitalar, no dia 29 de maio último. Isso, após 30 dias internada na enfermaria montada nas dependências da Fundação de Apoio ao Idoso Doutor Thomas (FDT), em Manaus, capital do estado do Amazonas. Hipertensa e diabética – condição que acarretou a perda total da visão da idosa -, a centenária reside na instituição há 34 anos.

Arminda, que também é conhecida como a idosa mais falante e alegre da instituição, chegou a ficar em estado grave durante a internação. A alta hospitalar ocorreu em meio a músicas e com a presença da equipe médica e de funcionários da instituição. No mesmo dia, outros 14 pacientes que também se recuperaram da doença receberam alta voltando para os seus quartos. Com isso, o número de internados nessa instituição foi zerado.

Confira abaixo imagens do dia da alta hospitalar da centenária e dos outros idosos exibida no Jornal da Record:

Dos 15 idosos que tiveram alta, 9 são homens e 6, mulheres, com idades entre 62 e 105 anos.

2,6 mi de recuperados no mundo

A saber, o Brasil alcançou a marca de segundo país com mais recuperados de COVID-19. São mais de 206 mil casos, fazendo com que estejamos atrás apenas dos Estados Unidos. Hoje, o País é o segundo da América Latina que mais investe na luta contra a doença. Leia mais aqui.

Ademais, o mundo já tem mais de 2,6 milhões de recuperados (dados de 1º de junho) da COVID-19. Os números são da Universidade John Hopkins, que contabiliza, em tempo real, os casos de diagnosticados, mortos e recuperados da doença. Clique aqui para acessar o mapa.


Centenária é a pessoa mais velha a vencer a COVID-19 no Brasil
  • Redação / Foto: Reprodução prefeitura de Manaus 

  • Colaborador: 

  • Michele Roza


reportar erro