Rede aleluia

Notícias | 30 de setembro de 2018 - 00:05


Até quando você vai procrastinar?

O hábito atrasa a vida e realizações de qualquer um. Saiba como mudar isso

Deixar coisas muito importantes para depois. Enrolar o dia todo para fazer aquela tarefa, ir dormir sem tê-la feito e acordar de manhã arrependido. Quem nunca passou por isso?
Para muitas pessoas, essa realidade se repete mais do que o normal. A procrastinação é um péssimo hábito capaz de atrasar os planos e as conquistas de qualquer um, além de fazê-lo ser mal visto e nunca escolhido para algo importante. Afinal, todos sabem como é difícil lidar com quem procrastina.
Por muito tempo o povo hebreu teve essa mesma atitude. Veja:
“E disse Josué aos filhos de Israel: Até quando sereis negligentes em chegardes para possuir a terra que o Senhor Deus de vossos pais vos deu?
Josué 18:3
O povo havia se acomodado na longa escravidão no Egito. Depois, na vida nômade no deserto e agora aquelas sete tribos viviam de forma medíocre na nova terra que estava lá, pronta para ser dominada. Mas o povo não tomava a atitude de se mexer para possuir o que já era deles.
“Ao perguntar: ‘Até quando sereis negligentes?’, Josué sacudiu aquela geração que havia se conformado com as conquistas iniciais. A pergunta de Josué mexe também com aqueles que estão dormindo espiritualmente, isto é, que começam projetos e desistem, são relapsos no trabalho, deixam para depois suas obrigações ou se contentam com o mínimo para não terem que trabalhar. A fé nos propõe um caminho para a concretização dos nossos sonhos e se pararmos, mesmo que bem próximo da reta final, fracassaremos”, afirma o Bispo Edir Macedo.
Não há outra forma para vencer o conformismo e a procrastinação se não com a decisão de tomar uma atitude, determinando fazer o que é certo independentemente dos seus sentimentos. É algo simples, mas que exige determinação e perseverança.
“Tome agora a decisão de fazer o que é preciso, faça e continue fazendo. Quando bater o desânimo ou aparecer qualquer obstáculo (como a preguiça), tome novamente a decisão de continuar no seu objetivo. Esta decisão constante de fazer o que é certo é a porta que nos conduz ao sucesso”, explica o Bispo Renato Cardoso em seu blog.
Pense agora nas coisas que você sabe que tem de fazer, mas não faz, e tome a decisão de resolvê-las já —pelo menos uma coisa, mesmo que seja pequena. É simples assim. Dificuldade e facilidade somos nós que criamos.
Gostou da matéria? Compartilhe nas redes sociais!


  • Rafaella Rizzo / Foto: iStock 



reportar erro