Rede aleluia

Notícias | 13 de novembro de 2019 - 11:51


A primeira vez que ela entrou na Universal achou que havia morrido

Saiba o que fez a professora Ellen Correia pensar assim

Desde muito jovem, casar e constituir uma família era um dos maiores sonhos da professora Ellen Correia. Até que ela conheceu um rapaz e pensou ter encontrado a pessoa com quem iria compartilhar o resto dos seus dias.

Porém, após três anos e meio de namoro, uma grande decepção causou o término daquele relacionamento: ele a traiu.

Contudo, aquela frustração não fez Ellen desistir do seu sonho. Posteriormente, conheceu uma nova pessoa com quem a compatibilidade foi imediata.

“Fazíamos tudo juntos como eu sempre sonhei”, recorda.

Após quatro anos de namoro decidiram ficar noivos.

Pesadelo

Mas, uma fatalidade transformaria o sonho em pesadelo.

Durante uma viagem de trabalho, o noivo sofreu um acidente de carro e, três dias depois, faleceu. Quando soube da notícia, Ellen lembra que a sensação era de que ela havia acordado e o sonho acabado.

“É como se tivessem jogado uma bomba e destruído tudo que eu tinha construído durante anos”.

Diante daquela perda, Ellen desenvolveu um quadro de depressão profunda.

Ela, então, passou a viver crendo que o noivo voltaria. Em razão disso, não conseguia se relacionar com mais ninguém.

Por inúmeras vezes, faltou ao trabalho para ir ao cemitério e isso começou a prejudicá-la profissionalmente.

A tristeza profunda fazia com que Ellen passasse as noites em claro. E para conseguir dormir, ela desenvolveu o vício do alcoolismo.

Parada no tempo

Ao completar 27 anos, como era de costume, sua mãe fez um bolo para comemorar. Quando Ellen foi apagar a velinha, e viu “27”, ela tomou um susto, pois acreditava, piamente, que ainda tinha 24 anos.

“Eu tinha parado no tempo. Esses três anos – dos 24 aos 27 anos –  eu não sei o que eu fiz da minha vida”, recorda-se.

Até que em um sábado, Ellen ouviu de uma amiga de sua irmã algo que ninguém nunca havia dito a ela. “Você tem que lutar, porque se você não lutar, nunca será feliz”, disse, convidando-a para, na manhã seguinte, ir à Universal. Ellen, então, aceitou o convite.

No domingo, ao chegar à igreja, a sensação que teve a fez se perguntar: “Será que eu morri e não estou sabendo? ”.

Assista no vídeo abaixo o que aconteceu naquele dia com a professora Ellen Correia:

Mais que um sonho

Muitos vivem alegres quando seus sonhos se realizam. Mas, se esquecem que a vida está sujeita a adversidades. Com isso, tal alegria torna-se passageira.

Somente a alegria de uma vida transformada por Deus é real e permanente. Pois, ela independe das circunstâncias ao seu redor.

E essa alegria está disponível a todos que O buscarem de todo o coração.

A reunião do Encontro com Deus, realizada todos os domingos, na Universal, é uma excelente oportunidade.

No Templo de Salomão, localizado na Avenida Celso Garcia, 605, no bairro do Brás, zona leste de São Paulo, as reuniões acontecem às 7h, 9h30 e 18h.

Ou, se preferir, compareça em uma Universal mais próxima de sua casa. Consulte aqui os endereços. Anote em sua agenda e participe!

 


  • Núbia Onara / Foto: Reprodução 


reportar erro