5 sintomas de um casamento doentio

Descubra se você está em um relacionamento abusivo



Por Por Andre Batista / Imagem: Thinkstock

O número de divórcios no Brasil cresceu 160% nos últimos 12 anos. Isso representa mais de 341 mil divórcios nesse período, sem contar todos aqueles casais que “se separam” sem formalizar esse processo nos tribunais.

Esse número é grave e demonstra o quanto muitas pessoas não levam o casamento a sério. Muitos se casam sem ter certeza do que estão fazendo; outros acreditam que o divórcio é natural. Tão grave quanto essas duas atitudes, porém, é quem se mantém em um relacionamento doentio, sem perspectivas de melhoras e sofrendo.

O Portal Universal.org separou 5 sintomas desse tipo de casamento. Fique atento:

1- Dependência emocional

“Enquanto você depender dos outros, você nunca se sentirá bem consigo mesmo, e sempre estará com aquela sensação de que não é a pessoa que deveria ser.” Quem afirma é a escritora Cristiane Cardoso.

De acordo com ela, amar alguém é diferente de manter uma dependência doentia. Quando a pessoa não é capaz de tomar decisões e agir por si mesma ou não é firme em suas próprias decisões, está abrindo mão de algo essencial para manter um casamento: o amor próprio.

A Bíblia ensina a amar o próximo como a si mesmo. Valorizar mais o outro do que a si é um erro que acontece em muitos relacionamentos. “Para você deixar de ser dependente dos outros, você precisa aprender a ser dependente de Deus, pois só Ele nos dá a capacidade para isso”, afirma Cristiane.

2- Depreciação

O primeiro sintoma, quase sempre, deságua no segundo. Quando uma parte do casal percebe que a outra se desvaloriza, tende a se aproveitar da situação. Isso acontece por meio de chantagens emocionais, intimidação, controle sobre todas as decisões, entre outras atitudes desrespeitosas.

“Homens, e principalmente mulheres, sofrem em relacionamentos abusivos assim todos os dias. O mais intrigante, porém, não é a maldade do agressor e sim a cumplicidade da vítima. É algo doentio, porque parece que ela não consegue ver que virou escrava do abusador”, afirma o também escritor Renato Cardoso.

Esteja atento aos ataques verbais e à forma como o outro age quando quer alguma coisa. Não permita desrespeito.

3- Tolerar traições

“Uma coisa é perdoar uma traição quando o cônjuge se compromete a mudar, abandonar o caso que está tendo; outra coisa é continuar com ele sabendo que as traições continuam, e ele sabe que você sabe que está sendo traída (o). Isso é sinal de que ele perdeu completamente o respeito por você”, explica Renato.

Especialmente pessoas que sofrem com baixa autoestima costumam aceitar a infidelidade, enganando a si mesmas ao dizer: “Essa foi a última vez, ele (a) vai mudar.” Renato garante: “Sim, mudança sempre é possível, e sou o primeiro a crer nisso. Mas não são amor e paciência que vão causar essa mudança. Perdoar o mentiroso e deixá-lo se sentir a vítima não o ajudará. Sua melhor chance de mudar é sofrer as consequências de suas mentiras.”

4- Ciúme excessivo

Ter ciúmes é normal. O que foge à normalidade é agir de maneira doentia, especialmente sem o outro dar motivos para isso. Se o seu parceiro tem comportamentos que o levam a sofrer com esse sentimento, converse e encontre uma solução. Se o ciúme excessivo não tem motivos, participe imediatamente da Terapia do Amor, na Universal, e se livre desse mal.

“A pessoa só tem ciúmes demais no relacionamento quando ela se acha inferior às outras pessoas”, afirma Cristiane. “Enquanto você se sente inferior, qualquer coisa ou pessoa é capaz de pegar o seu lugar no mundo.”

5- Agressão física

Nenhum tipo de agressão é permitido em um casamento. No entanto, a agressão física exige mais do que uma atitude imediata, exige cuidado.

“Você não pode guardar para si o que ele (a) está fazendo com você. Você tem que reportar para um familiar ou uma pessoa mais próxima que pode lhe abrigar, que pode ajudar. E então você tem que reportar às autoridades. Porque ele (a) tem que responder diante da lei pelo que está fazendo”, orienta Renato. “Se se arrepender e quiser mudar e salvar esse relacionamento, vai ter que buscar ajuda, vai ter que buscar tratamento para gerir os comportamentos agressivos. Buscar ajuda psicológica, emocional, espiritual, para que então possa merecer uma nova chance.”

Caso você identifique qualquer um desses comportamentos em seu relacionamento, leia imediatamente o livro “Casamento Blindado”. Não deixe que um comportamento abusivo destrua a sua vida.

ler mais
Reportar erro

comentários

Comunicar erro

Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

5 sintomas de um casamento doentio

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente


Fake news

Você sabe de alguma notícia falsa que tem circulado na internet sobre a igreja Universal? Relate aqui o caso que iremos trazer toda a verdade no site Mitos e Verdades

Formulário de Denúncia

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente


Expediente

Editora Executiva:

Cinthia Meibach

Coordenadora de Conteúdo:

Ivonete Soares

Repórteres:

Andre Batista, Daniel Cruz, Débora Picelli, Jeane Vidal, Michele Roza, Rafaella Rizzo, Sabrina Marques, Rafaela Dias



E-mail para Contato: redacao@sp.universal.org.br

Telefone:(11) 2392-3372

Endereço Rua João Boemer, 254 - Brás, São Paulo

Cep: 03018-000

Free WordPress Themes, Free Android Games