Rede aleluia
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
Recife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCabo FrioCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta Redonda
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPraia GrandePresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão João da Boa VistaSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
BlumenauCriciúmaFlorianópolis

Bispo Macedo | 7 de abril de 2020 - 00:19


Trombetas do mal

Já conquistamos muitas vitórias. Porém, nenhuma delas foi precedida por alegria...

Já conquistamos muitas vitórias. Porém, nenhuma delas foi precedida por alegria. Ao contrário. Como a mulher que sente dores antes do parto, também foi conosco.

E digo mais: quanto maior e mais expressiva era a conquista, maior e mais perturbador era o barulho das trombetas do mal.

O som ensurdecedor das ameaças infernais ocorre justamente para esfriar a certeza da vitória, e, consequentemente, tentar neutralizar a fé no sucesso.

Satanás sabe que não há como impedir o cumprimento das Promessas. Pode até retardá-las com a permissão do Seu Autor. Seja pelo tempo determinado de Deus, pela falta de confiança ou de perseverança do fiel, não sei. O que sei é: as conquistas pela fé são sempre precedidas pelos rugidos enfurecidos do inferno.

É óbvio que o barulho em si não tem nenhum efeito. Salvo quando se lhe dá atenção e permite a entrada do medo.

O medo gera a dúvida, e a dúvida neutraliza o poder da fé. Essa tem sido uma das táticas do inferno para retardar ou tentar impedir o cumprimento da Promessa.

É preciso estar vigilante e atento aos barulhos, ameaças, enfim, todo e qualquer sinal demoníaco para reagir de forma positiva. Ou seja, ao invés de lamentar, reclamar ou confessar qualquer palavra de dúvida, ao contrário, siga firme dando graças a Deus porque a vitória está se aproximando.


  • Bispo Edir Macedo  


reportar erro