Rede aleluia
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
Recife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCabo FrioCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta Redonda
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão João da Boa VistaSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
BlumenauCriciúmaFlorianópolis

Bispo Macedo | 13 de agosto de 2019 - 10:35


O Grito Divino

Lava o teu coração da malícia, ó Jerusalém, para que sejas salva; até quando permanecerão no meio de ti os pensamentos da tua iniquidade? Jeremias 4.14

Não foi porque Jerusalém se encontrava fisicamente devastada que Jesus chorou quando lá entrou. Chorou porque sua condição espiritual e, consequentemente, moral estava na lama.

Ao mandar Jerusalém lavar seu coração da malícia, para ser salva, o Senhor apontou por que a maioria dos “cristãos” tem sido débil, doente e estado à beira do túmulo.

É muito duro falar assim, mas é o grito Divino para despertar aquele que, de uma forma ou de outra, abriu a porta da alma e permitiu a entrada da malícia. E o pior: mesmo vivenciando os limites da miséria espiritual, ainda não se dá conta do alerta do Espírito Santo por intermédio do profeta Jeremias.

Fazer o quê?… Se não ouve Aquele que convence do pecado, ouvirá Seus servos?

Ah SENHOR, porventura não atentam os Teus olhos para a verdade? Feriste-os, e não lhes doeu; consumiste-os, e não quiseram receber a correção; endureceram as suas faces mais do que uma rocha; não quiseram voltar. Jeremias 5.3


  • Bispo Edir Macedo  


reportar erro