Rede aleluia
Honra para que e para quem?
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
Recife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCabo FrioCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta Redonda
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPraia GrandePresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão João da Boa VistaSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
BlumenauCriciúmaFlorianópolis

Bispo Macedo | 5 de junho de 2020 - 00:01


Honra para que e para quem?

Uma das frases que mais motivam os pastores no trabalho é...

Honra para que e para quem?

Uma das frases que mais motivam os pastores no trabalho é ouvir: “Deus vai te honrar!”

E no desejo de ver essa honra se concretizar, não são poucos que se tornam intrépidos no evangelismo e nas pregações, pois, no íntimo, vislumbram que todos vejam o seu sucesso.

Afinal, é uma massagem no ego saber que o seu nome é alvo de comentários tais como: “Viu como Deus é com o fulano?”, “Você soube da multidão que deu na igreja do ciclano?”, ou: “Você soube que, na oração, o beltrano levantou paralíticos?” E por aí vai…

Inevitavelmente, comentários deste tipo sempre surgirão, porém, o grande problema é o servo se satisfazer com eles e se deixar envaidecer, como se tudo procedesse deles, e não da Palavra e do Nome do Senhor Jesus.

Há quem deseje a honra de Deus, até como uma forma de mostrar para os outros que tem um chamado. Que também recebeu a unção do Alto para pregar. Não seria esse pensamento uma clara demonstração de vaidade pessoal?

Mas, é preciso entender que o compromisso do Espírito Santo é de honrar a Sua Palavra, e não o pregador que busca a própria honra , por meio da pregação do Evangelho.

Claro que, sendo Deus Bom e Justo, Ele sabe perfeitamente honrar os servos que são fiéis, mas isso vem naturalmente, não porque o servo busque esse reconhecimento, pois a sua recompensa são as almas que ele ganha para o seu Senhor.

Pois, como pode um servo de Deus desejar mais a honra do seu ministério que a honra do Nome do seu Senhor? Alguns estão mais preocupados em defender a sua própria causa do que a causa do Evangelho de nosso Senhor Jesus, que é o poder de Deus para Salvação de todo aquele que nEle crê.

O coração humano é corrupto, e Satanás sabe disso. Então, sutilmente instiga o trabalho que promove o nome e o mérito pessoal.

Portanto, um evangelismo que arrasta multidões é importante, pelo fato de promover o conhecimento do Evangelho. Mas, é no discipulado que se gera os salvos e os futuros trabalhadores do Reino de Deus.

Só que fazer discípulo leva tempo, dá trabalho e não dá visibilidade. Talvez por isso, não haja tanto esforço por parte de alguns, em atender a ordem do Senhor Jesus que disse:

“Portanto ide, fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em Nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo.” Mateus 28.19


Honra para que e para quem?
  • Bispo Domingos Siqueira  


reportar erro