Rede aleluia
Homicida e Devedor
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
Recife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta RedondaCabo Frio
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPraia GrandePresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão João da Boa VistaSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
BlumenauCriciúmaFlorianópolis

Bispo Macedo | 16 de Novembro de 2015 - 05:58


Homicida e Devedor

Homicida e Devedor

Havia uma cidade onde as leis eram bem duras. Quando alguém cometia um crime, além de pagar por ele, ainda tinha as iniciais do crime que cometeu marcados em sua testa, de modo que todas as pessoas ficavam sabendo que tipo de crime havia cometido.

Dois irmãos foram presos acusados de serem homicidas e devedores, e tiveram as iniciais HD (Homicida e Devedor) marcadas em suas testas.

Ao saírem da cadeia, um dos irmãos se cansou de buscar trabalho e ser rejeitado pelas pessoas que o olhavam com desprezo pelos seus feitos passados. Então falou: “Não adiantará nada do que eu fizer, todos já me olham como um homicida e devedor; vou viver de qualquer jeito mesmo!”

Então, ele se foi e continuou a fazer o que era errado.

O outro, arrependido do que havia cometido, continuou sua jornada, enfrentando os obstáculos e se esforçando para fazer o que era certo. Conheceu uma mulher de Deus, começou a ir à igreja e se converteu.

Passado algum tempo, um pequeno menino intrigado com a marca que via em sua frente, pergunta ao seu avô:
– Vovô, o que significam as iniciais HD na testa desse senhor?

Seu avô coça a cabeça e responde ao neto:
– Eu não me lembro muito bem, mas creio que é Homem de Deus, porque a conduta dele é exemplar e ele é temente a Deus.
Moral da história: Não importa a marca que colocaram em você ou o que tenha feito no passado, você pode transformar isso em algo especial. Tudo depende da sua atitude diante disso.

Colaborou: Pastor Marcelo Silva


reportar erro