Rede aleluia
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
Recife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCabo FrioCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta Redonda
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão João da Boa VistaSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
BlumenauCriciúmaFlorianópolis

Bispo Macedo | 27 de agosto de 2019 - 09:53


Fé e Imaginação

A fé é a certeza de coisas que se esperam...

Fé inteligente não é tiro no escuro.

Crê-se no invisível para tornar possível o impossível. Mas, é necessário associar a fé com a imaginação.

Fé é certeza. Porém, é impossível ter certeza de algo que não se imagina.

Sonhar, ter visão, profetizar (confessar) ou imaginar algo que se quer é obra do Espírito de Deus nos Seus servos e faz parte da fé conquistadora.

“E há de ser que, depois derramarei o Meu Espírito sobre toda a carne, e vossos filhos e vossas filhas profetizarão, os vossos velhos terão sonhos, os vossos jovens terão visões.” Joel 2.28

A fé do Espírito imagina o futuro materializado no presente. E mantém-se nesse objetivo até sua realização.

Por isso, a fé é a certeza de coisas que se esperam (coisa imaginada), e a convicção de fatos que se não veem (fatos visíveis no sonho). Hebreus 11.1

Não há como separar a fé da imaginação.

Alguém genioso, difícil de se aturar, quer mudar seu comportamento por inteiro. Não quer ser mais temperamental.

Ao tomar conhecimento de que a fé em Jesus é capaz de fazer tudo novo, inclusive ser uma nova criatura, então nasce o desejo de mudar.

A partir daí, imagina-se a nova criatura dócil, humilde, alegre e cheia de paz.
Em seguida, busca-se, por meio da fé, usando seus recursos: meditação na Palavra de Deus, oração, jejum e, sobretudo, abandono dos pecados.

Essa ação da fé provoca a reação do Espírito Santo para gerar nela a nova criatura tão sonhada.

“Mas aquele que beber da água que Eu lhe der nunca terá sede, porque a água que Eu lhe der se fará nele uma fonte de água que salte para a vida eterna.” João 4.14


reportar erro