Rede aleluia
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
Recife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCabo FrioCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta Redonda
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão João da Boa VistaSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
BlumenauCriciúmaFlorianópolis

Renato Cardoso | 7 de novembro de 2019 - 17:30


Morte da blogueira: o que podemos aprender?

O suicídio da blogueira Alinne Araújo foi um assunto de grande repercussão, que causou muita tristeza, lamento e indignação nas pessoas que tomaram conhecimento dessa notícia lamentável. Principalmente pelo fato de ter sido o término inesperado e sem noção do noivo dela, UM DIA antes do casamento, o que motivou a atitude da jovem.

Mas Alinne, apesar da popularidade e dos muitos seguidores, também já tinha um histórico de depressão. E quando a essa doença é adicionado um relacionamento amoroso, isso se torna uma combinação MUITO perigosa!

Cristiane e eu comentamos sobre o triste acontecimento e tiramos algumas lições práticas dele. Assista no vídeo acima (12 mins).

Se você está passando algo similar, procure ajuda! Entre em contato conosco pelo Instagram “Depressão tem Cura”.


reportar erro