Rede aleluia
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
Recife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCabo FrioCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta Redonda
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão João da Boa VistaSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
BlumenauCriciúmaFlorianópolis

Renato Cardoso | 12 de agosto de 2011 - 04:59


Menores na Internet

No meu trabalho estou acostumado a ouvir sobre os horrores que o ser humano é capaz de fazer. Coisas que nem podemos escrever aqui. Mas essa semana soube de algo hediondo que tem que ser falado e anunciado dos telhados.
Uma mãe em nossa igreja teve a infelicidade de descobrir que a sua filha de 12 anos está grávida. O pai é um homem de 30 anos que a filha conheceu no Facebook, ou seja, um pedófilo. Triste demais. Revoltante.
Enquanto essa mãe tem agora que lidar com a situação da filha e também com as autoridades para caçar esse bandido, cabe aqui um alerta a todos os pais e aos que são responsáveis por menores:
Você sabe o que o seu filho ou filha anda fazendo na Internet?
Hoje em dia é fácil demais para uma criança ou jovem acessar a Internet. Fico pasmo as vezes como alguns pais deixam seus filhos totalmente livres com telefones, iPods, computadores etc. sem supervisão. “Ah, mas se eu não deixo meu filho usar a Internet, ele fica com raiva…” “Todas as amigas da minha filha têm celular… se a minha filha não tiver, ela se sentirá diminuída…”
Pais:
Nós somos responsáveis por proteger os nossos filhos do mal desse mundo. Não podemos fazer isso 100% do tempo, pois é impossível. Mas o possível, temos que fazer. Há poucos dias eu tive que tirar o celular do meu filho adolescente por uso indevido. Pergunte-lhe se ele gostou. E daí me pergunte se eu estou ligando para o que ele pensa.
Uma das maiores responsabilidades dos pais é impor limites, pois crianças e adolescentes não têm nenhum senso disso. Portanto, repito:
Você sabe o que o seu filho ou filha anda fazendo na Internet?


reportar erro