Rede aleluia
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
Recife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCabo FrioCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta Redonda
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão João da Boa VistaSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
BlumenauCriciúmaFlorianópolis

Renato Cardoso | 14 de dezembro de 2013 - 22:57


Desafio IntelliMen #51

Homens. Inteligentes.
© 2013

 

Desafio #51

Pode fazer paralelamente ou após concluir o Desafio #50.
Se você quer fazer parte do Projeto IntelliMen, comece do
Desafio #1.

 

Desafio: Entender como suas decisões são influenciadas e ficar mais atento a isso.
Explicação: Decisões determinam nosso destino. Isso você já sabia. Mas e se nós não estamos no controle delas? E se, de fato, as decisões que achamos que tomamos não estão realmente sendo tomadas por nós? Assustador?
É sobre isso que o economista comportamental Dan Ariely explica em um vídeo de 17 minutos. A apresentação feita em 2008 já foi visualizada por milhões de pessoas.
Assista o vídeo com atenção. Reserve meia hora sem interrupções esta semana para acompanhar o raciocínio de Dan e pensar nas implicações do que ele descobriu para sua vida. A palestra é descontraída, regada com o bom humor de Dan.
O vídeo está aqui. O original é em inglês mas é simples você acionar as legendas em português. Veja a imagem abaixo:
 

ted1

ted2

Ao entrar na página, o vídeo estará em inglês. Selecione a opção “44 subtitle languages” (1). Depois, selecione a opção “Portuguese, Brazilian” (ou simplesmente “Portuguese” para quem prefere o português de Portugal), conforme mostrado acima (2). O texto aparecerá abaixo do vídeo.
Caderno de Notas: Depois de assistir o vídeo, anote seus pensamentos a respeito. O que a apresentação lhe fez pensar? Como você pode prestar mais atenção nas opções colocadas diante de você? Como você se sente agora sabendo que seu cérebro pode lhe iludir — ou mesmo as pessoas que intencionalmente podem influenciar suas decisões? Você se lembra de situações em que se achou “sem opção”, mas que talvez tenha sido simplesmente porque acreditou que não haviam outras opções quando na verdade haviam muitas?
Parceiro Oficial: Troquem ideias e reflexões a respeito.
Prazo: Este desafio pode ser iniciado imediatamente e concluído antes do Desafio #52, que será lançado daqui a uma semana.
Postar: Depois — e somente depois — de você ter concluído este desafio, poste seus comentários — no Facebook do IntelliMen (não no seu pessoal) ou no Twitter, com este cabeçalho:
Desafio IntelliMen #51 concluído: Aprendi a tomar mais cuidado com as influências sobre minhas decisões (Acrescente qualquer outro comentário a respeito.)
Links:
www.facebook.com/IntelliMen
www.twitter.com/intellimen27 (quando postar no Twitter, use @IntelliMen27 na sua mensagem)
 
Checklist de verificação
Assisti o vídeo
Anotei minhas reflexões em meu Caderno de Notas
Conversei com meu parceiro a respeito
Postei meus comentários no Facebook/Twitter
 
Frases:
A excelência característica do homem forte é que ele pode trazer questões significantes à tona e tomar decisão sobre elas. Os fracos são sempre obrigados a decidir entre alternativas que eles mesmos não escolheram. – Dietrich Bonhoeffer
As pessoas costumam dizer que, em uma democracia, as decisões são tomadas pela maioria do povo. Claro, isso não é verdade. As decisões são tomadas pela maioria dos que se fazem ouvir e dos que votam — uma coisa muito diferente. — Walter H. Judd
 
 Curta nossa página no Facebook. 0% de besteira garantido — ou o seu click de volta.
 
 


reportar erro