Rede aleluia
4º Passo (Números): CRESÇA
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
GaranhunsRecife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta RedondaCabo Frio
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCaraguatatubaCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPraia GrandePresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
Baln. CamboriúBlumenauCriciúmaFlorianópolis

Renato Cardoso | 8 de Fevereiro de 2011 - 15:21


4º Passo (Números): CRESÇA

4º Passo (Números): CRESÇA

Levantai o censo de toda a congregação dos filhos de Israel… contando todos os… capazes de sair à guerra em Israel. Números 1.2,3

O livro de Números trata de dois assuntos principais — (1) a contagem dos capazes para a guerra e (2) as rebeliões do povo que resultaram no atraso de 40 anos e na conseqüente morte dos descrentes no deserto.

O primeiro assunto ressalta a importância da disciplina e organização para o crescimento. Note que foi o próprio Deus quem encomendou o censo de Israel. Afinal, uma pessoa desorganizada, indisciplinada, que não sabe distinguir a mão direita da esquerda, não tem muita chance de vencer suas lutas. Não é por acaso que disciplina e ordem são princípios vitais presentes em qualquer exército vitorioso.

Essa disciplina tem que começar dentro da pessoa. Muitos querem ser homens de negócios onde terão que administrar dezenas e centenas de funcionários mas ainda não sabem administrar nem a sua própria família ou seu próprio corpo. Outros querem casar e ter família mas não administram bem o próprio dinheiro — que dirá o da família. Tantos querem um corpo bonito e saudável mas não deixam de comer demais nem querem saber de exercitar. Há os que querem pregar o Evangelho, “ter um ministério”, mas pouco fazem para praticar o que pregam. E por aí vai.

Disciplina e ordem na vida são essenciais para o crescimento. Bagunça e desordem são sinônimos de atraso, não de progresso.

O Senhor Jesus ressaltou o uso dessa inteligência ao ilustrar o custo do discipulado. Nenhum rei com dez mil soldados vai a guerra contra outro que vem contra ele com vinte mil. Quer dizer, temos que saber com o que contamos antes de partir para a guerra.

Mas claro, não apenas com O QUE contamos — e sim também com QUEM contamos.

Deus fez questão de enfatizar durante o censo que todos os soldados de Israel na verdade pertenciam a Ele. Na lei de Moisés o censo era ocasião de festa solene, onde todos deveriam dar uma oferta no valor de metade de um siclo. Era um valor simbólico, que todos, ricos e pobres, tinham que pagar “por resgate de si próprio” (Êxodo 30.11-16)

Aquilo era para lembrar a todos que eles pertenciam a Deus, e não a si mesmos; e que ninguém era melhor ou pior que ninguém. A idéia era prevenir o povo de se orgulhar da sua própria força e confiar no número de seus soldados.

E foi exatamente aí que o povo de Israel falhou, como nos conta a outra parte do livro de Números.

Quando chegaram perto da Terra Prometida e os doze espias voltaram para contar o que viram, o povo teve que tomar uma decisão. Dez espias deram um mau relatório da terra, e dois (Josué e Calebe) falaram bem. Daí o povo, fiando-se apenas em números e na força do seu braço, duvidou, murmurou contra Deus, e quis retroceder. O resultado desastroso já conhecemos.

Novamente, como em Êxodo, reforça-se a idéia no livro de Números de que o Senhor é Homem de Guerra e que Ele busca para Si os que são capazes e valentes para sair a guerra.

Em resumo:

– Ordem e disciplina fazem parte do caráter dos que são de Deus
– Você não pode crescer o que você não controla, mede, ou disciplina
– O guerreiro precisa de disciplina, e o disciplinado precisa ser de guerra — sem isso, não haverá crescimento

O QUE FAZER com essa informação?

– Acrescente ordem, prioridade, e disciplina à sua vida
– Remova todo lixo, confusão, bagunça da sua mente, corpo, casa, e trabalho
– Seja um guerreiro na vida, um valente, que não foge dos desafios mas os abraça, pois sabe que o Senhor da Guerra é com ele-
– Lembre-se: Quem não cresce, desaparece!

Amanhã abriremos o último livro – Deuteronômio


reportar erro