Rede aleluia
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
Recife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCabo FrioCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta Redonda
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPraia GrandePresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão João da Boa VistaSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
BlumenauCriciúmaFlorianópolis

Notícias | 28 de março de 2019 - 20:05


“Meu pai me buscava nas festas carregada pelos outros”

Conheça a história de Ágata que apesar de ter “crescido” na Igreja decidiu “se jogar no mundo”

Ágata Sabino Quinco Nogueira, de 23 anos, “cresceu” aprendendo os princípios da Bíblia, na igreja.

“Para mim, eu estava bem. Mas isso não durou. Até porque eu deixei de ir à igreja. Tudo começou a virar um fardo, começou a pesar. Era uma menina vazia, que sempre procurava se preencher com as coisas do mundo. Quando, na verdade, eram as coisas do mundo que aumentavam o meu vazio”, relembra.

Então, já completamente distante da presença de Deus, Ágata se envolveu cada vez mais com bebidas alcoólicas. E ela chegou a ter coma alcoólico, por causa da quantidade que ingeria.

Somado a isso, Ágata tinha um temperamento agressivo – inclusive com a mãe e o esposo.

Assista ao vídeo abaixo e saiba o que aconteceu com ela:

Leia também: Deus não tem netos: a Salvação não é passada dos pais para os filhos

Não caia nessa armadilha

Infelizmente, muitos adolescentes que estão na Igreja, quando chegam na juventude, querem experimentar a vida.

Deixam de lado tudo o que aprenderam de seus pais e da Bíblia para participar de festas, usar drogas, sair com “amigos” e agir sem restrições.

Contudo, as consequências para essa decisão já são conhecidas. Como aconteceu com a Ágata, por exemplo, surgem os problemas de saúde, a depressão, entre outros males. Há casos que até mesmo terminam em morte.

Se você, que é adolescente ou jovem, está pensando em deixar a Igreja, lembre-se que o Senhor Jesus ama você e Ele quer o melhor para a sua vida. Enquanto que o mundo irá apenas lhe machucar até que uma tragédia aconteça.

Recorde-se das histórias de pessoas que vieram do pecado e sofreram por causa dele. Você pode verificar alguns casos clicando aqui. São pessoas que nos dias de hoje, com certeza, gostariam de ter tido a oportunidade que você tem agora: de crescer conhecendo a mensagem de Salvação.

Na Universal, há um grupo específico para atuar junto aos pré-adolescentes, o Força Teen Universal (FTU). Se você ainda não faz parte desse grupo, não perca tempo e procure pelo responsável em sua igreja. Saiba mais por meio dessa postagem.

No blog do Bispo Renato Cardoso também é possível encontrar muitas informações para um relacionamento inteligente entre pais e filhos.


  • Daniel Cruz / Foto: Reprodução 


reportar erro