Rede aleluia
Você conhece o Código de Defesa do Consumidor?
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
Recife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta RedondaCabo Frio
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPraia GrandePresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão João da Boa VistaSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
BlumenauCriciúmaFlorianópolis

Notícias | 18 de outubro de 2020 - 00:05


Você conhece o Código de Defesa do Consumidor?

Saiba por que esta lei é importante na relação entre clientes e lojas

Você conhece o Código de Defesa do Consumidor?

Ninguém gosta de ter algum tipo de problema quando faz uma compra, seja ela em loja física, seja on-line, mas preços diferentes dos anunciados ou dos que constam na gôndola, recebimento de produtos trocados ou embalagens violadas, em aquisições feitas pela internet, são ocorrências muito comuns. O Código de Defesa do Consumidor (CDC) pode auxiliar na resolução dessas questões.

Para o diretor da Escola de Proteção e Defesa do Consumidor (EPDC), ligada ao Procon-SP, Marcus Pujol, de 37 anos, o CDC é o primeiro diploma legal específico na defesa do consumidor no Brasil. “Antes da sua criação tínhamos um aglomerado de leis que eram regulamentadas por setor, de forma segmentada: alimentos e contratos bancários, por exemplo. Acidentes de produto eram regulamentados pelo Código Civil, de 1916. O CDC, com uma linguagem acessível e didática, mudou essa relação e até serviu de base para a criação de leis similares em outros países da América Latina”, explica.

Pujol destaca que conhecer o CDC é importante tanto para o consumidor quanto para o empresário. “As pessoas costumam conhecê-lo por se tratar de uma lei muito disseminada e pelo fato dele estar disponível nos estabelecimentos comerciais. Ele é uma ferramenta de garantia do direito de reparação quando um produto vem quebrado, por exemplo. As empresas que ferirem o CDC com propaganda enganosa ou abusiva têm que veicular a correção da informação. Em certos casos, a empresa poderá receber multa, responder criminalmente e até ser fechada”, adverte.

Mesmo com o advento do Código, Pujol avalia que é importante consumir conscientemente. “A demanda por tecnologia e por mais automóveis, por exemplo, está explodindo no mundo, mas, com a crescente escassez de recursos naturais, com a poluição sonora e visual e com a conurbação dos grandes centros, há um impacto direto na qualidade de vida do cidadão. Outro fator é o hiper-endividamento das pessoas que, com empréstimos mal calculados, perdem o controle financeiro e ficam sem ter como suprir suas carências básicas. Por isso, o consumo consciente é essencial”, diz.


Você conhece o Código de Defesa do Consumidor?
  • Eduardo Prestes / Arte: Edi Edson 


reportar erro