Rede aleluia

Notícias | 10 de setembro de 2019 - 11:07


UNP inaugura a segunda biblioteca em presídio no sertão da Paraíba

Colônia Penal de Sousa recebeu autoridades locais para o evento. Saiba mais

Desenvolver o raciocínio, o senso crítico e a capacidade de interpretação é possível com o hábito da leitura. Além de estimular a imaginação, ela proporciona a descoberta de diferentes costumes e culturas, amplia o conhecimento e enriquece o vocabulário.

Se a liberdade proporcionada pelo mundo dos livros é estimulante para os que podem escolher aonde ir, imagine para os que estão atrás das grades.

Por isso, no início do mês de setembro, voluntários do grupo Universal nos Presídios (UNP) da Paraíba, juntamente com autoridades locais, inauguraram a segunda biblioteca na Colônia Penal Agrícola de Sousa, no sertão paraibano.

Clique aqui e veja como foi a inauguração da primeira biblioteca.

Literatura diversificada

O espaço conta com inúmeras literaturas da Universal como a trilogia do Nada a Perder, o best seller Casamento Blindado, A mente de um viciado, entre outros, além de um amplo acervo didático que ajudará os apenados na ressocialização e educação, bem como na remissão da pena por leitura, ou seja, redução de tempo no cárcere.

Na inauguração da biblioteca – que leva o nome do agente penitenciário Francisco Josemar de Almeida Oliveira, morto em 2016 -, estiveram presentes o Pastor Sandro Jardim, responsável pelo trabalho da UNP em Patos-PB; a Juíza da Vara das Execuções Penais, Dra. Caroline Silvestrini de Campos Rocha; o Promotor de Justiça, Manoel Pereira; o Gerente Regional da 10ª Região de Ensino, Socorro Antunes; os professores da Unidade, advogados, além do Secretário de Administração Municipal, Sauly Gomes, representando o Prefeito Municipal. Na oportunidade os voluntários da Universal proporcionaram um café especial após a solenidade.

Além de proporcionar conhecimento intelectual e espiritual, o espaço também servirá para membros da equipe fazerem seus estudos durante o descanso e aos professores que atuam na Unidade.

O diretor da Unidade Prisional, Charles Martins, ressaltou a importância dos parceiros desse projeto, em especial à Universal, que ajudaram para que o espaço de estudos fosse implantado, agradecendo a presença de todos.

O grupo

Milhares de voluntários do grupo Universal nos Presídios (UNP) pelo País prestam auxílio aos encarcerados e estende essa ajuda, também, às famílias dos detentos. Quer saber mais a respeito do trabalho do grupo? Clique aqui e acesse a página oficial da UNP no Facebook.

(*) Com informações da UNP da Paraíba


  • Sabrina Marques (*) / Fotos: Cedidas 



reportar erro

comentários

    Deixe um comentário

    avatar