Rede aleluia
UNP entrega doações a detentas e recém-nascidos na região de Sorocaba, interior paulista
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
Recife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCabo FrioCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta Redonda
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPraia GrandePresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão João da Boa VistaSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
BlumenauCriciúmaFlorianópolis

Notícias | 24 de setembro de 2020 - 15:35


UNP entrega doações a detentas e recém-nascidos na região de Sorocaba, interior paulista

Na ocasião, as voluntárias entregaram roupas de bebês, banheiras e cobertores consagrados

UNP entrega doações a detentas e recém-nascidos na região de Sorocaba, interior paulista

O grupo Universal nos Presídios (UNP) de Sorocaba e região, no interior de São Paulo, seguindo todas as medidas de prevenção devido à pandemia do novo coronavírus — como o uso de máscara de proteção individual e o respeito ao distanciamento social –, continua levando fé e esperança aos presídios femininos e masculinos por meio da Palavra e de ações sociais.

Recentemente, voluntárias levaram doações à Penitenciária Feminina de Votorantim, localizada na região metropolitana de Sorocaba, onde estão cerca de 750 presas. Sendo 12 delas na ala de amamentação. No local é permitido o bebê ficar com a mãe até os seis primeiros meses de vida. O objetivo foi doar itens para os recém-nascidos e também às detentas que estão grávidas. Na ocasião, as voluntárias entregaram roupas de bebês, banheiras e cobertores consagrados.

“Muitas delas, que se encontram nessa situação — e ainda não podem receber visitas ou não têm apoio da família –, também não podem dar o básico para o bebê. Por isso, nos reunimos para fazer essa doação e mostrar que não estão sozinhas nesse momento. Também é uma forma de expressar o nosso amor e carinho por elas”, explicou a missionária Luciana Ramos.

Suporte material e espiritual

Ao longo dos dias mais frios do ano, o grupo UNP também arrecadou e doou cobertores em outras instituições. Por exemplo, mais de 200 cobertores consagrados foram entregues aos detentos da Penitenciária Danilo Pinheiro – Sorocaba 1, mais conhecido como “Mineirão”.

“Além de levar os cobertores, por conta dos dias mais frios do ano, com essas ações também mostramos a eles que não estão esquecidos. Pois, muitos sofrem com a falta de visitas. Dessa maneira, os voluntários do grupo UNP oferecem o suporte que eles precisam”, afirmou o Pastor Wellington Silva Barbosa, responsável pelo trabalho do grupo em Sorocaba.

Aproximadamente 350 voluntários participam das ações sociais do grupo na região. Além de dar suporte dentro dos presídios, eles também fazem o trabalho de visitação nas casas dos familiares dos(as) detentos(as). Ajudando a todos, não apenas material, mas, sobretudo, espiritualmente, ao levar a Palavra de Deus.

O casal de empresários Ademir e Suely Benedito, que há seis anos colabora com as ações, entende a importância desse trabalho, principalmente, agora, diante da pandemia, com a restrição das visitas.

“Sabemos que essas ações são importantes. Nesse momento, eles estão precisando de muito auxílio, já que não estão recebendo a visita dos familiares. E nosso trabalho ajuda a suprir as necessidades básica. Mas, principalmente, a espiritual. Pois, levamos também a Palavra de Deus às pessoas privadas da liberdade”.

UNP sempre em ação

O grupo Universal nos Presídios (UNP) atua em todo o Brasil e em mais de 20 países. Ao todo, são 35 mil voluntários. Ademais, durante a pandemia, os milhares de voluntários estão seguindo todas as normas de segurança e não deixam de levar apoio material e a Palavra de Deus a quem precisa, dentro dos presídios e também aos familiares dos detentos.

Para saber mais a respeito desse trabalho e se tornar um voluntário, acesse a página oficial da UNP no Facebook. Ou, encontre o endereço de uma Universal mais próxima de sua casa.


UNP entrega doações a detentas e recém-nascidos na região de Sorocaba, interior paulista
  • Michele Roza / Fotos: Cedidas 


reportar erro