Rede aleluia
Universal na Ucrânia:  uma Universidade da Fé
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
GaranhunsRecife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta RedondaCabo Frio
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCaraguatatubaCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPraia GrandePresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
Baln. CamboriúBlumenauCriciúmaFlorianópolis

Notícias | 16 de Setembro de 2018 - 00:05


Universal na Ucrânia: uma Universidade da Fé

Há 13 anos, o trabalho evangelístico é desenvolvido no país para ajudar os sofridos

Universal na Ucrânia:  uma Universidade da Fé

John* foi condenado à prisão perpétua e estava detido havia mais de 40 anos, quando conheceu a Universidade da Fé, na Ucrânia. Ele já não tinha esperança de conquistar mais nada em sua vida, mas as palavras vivas da Bíblia o fizeram mudar seu ponto de vista. Foi quando decidiu buscar o maior objetivo que um homem pode ter: a Salvação de sua alma.

Isso aconteceu depois que ele recebeu as visitas dos membros do grupo de evangelizadores da Universal, que mensalmente viajam até a penitenciária de segurança máxima. John, mulçumano, foi apresentado ao Deus que não conhecia ainda. Ele aceitou entregar-se ao Senhor Jesus, foi batizado nas águas e encontrou uma paz que há décadas não sentia. Mais do que isso: ele descobriu um motivo para viver.
Essa é a Universidade da Fé, conforme explica o Pastor Tiago Casagrande, responsável pelo trabalho da Universal realizado na Ucrânia: “é como o Bispo Edir Macedo sempre fala, ele não abriu mais uma igreja, mas uma universidade que ensina as pessoas a usarem essa fé”.
Como John, milhares de pessoas têm sido auxiliadas pelas iniciativas dessa Universidade cujo principal livro didático é a Bíblia. Com essa leitura, os alunos aprendem a utilizar a fé de maneira eficiente. A Universal, por meio de seus voluntários, leva os ensinamentos bíblicos a presídios, hospitais e a qualquer lugar que exista alguém sofrendo, inclusive nas ruas.

“O nosso trabalho é levar essas pessoas a uma nova vida. Não importa o lugar, se existem pessoas sofrendo nós iremos até lá e, graças a Deus, muitas portas têm sido abertas aqui na Ucrânia”, afirma o Pastor Casagrande.
Alcançando a todos
A Universal chegou à Ucrânia há 13 anos e, atualmente, está presente em quatro cidades: Kiev (a capital), Pereslávia, Bila Tserkva e Carcóvia (onde a igreja foi inaugurada em abril de 2018). São seis igrejas e três núcleos de oração espalhados pelo território ucraniano, atuando com diferentes segmentos da sociedade.
São diferentes frentes para alcançar todos os tipos de pessoas. Na Ucrânia, questões como vícios, doenças e problemas familiares ocorrem com muita frequência e somente Deus é capaz de trazer a solução para todos eles.
Cura para os males
A maior parte da população ucraniana segue a religião ortodoxa. De acordo com o pastor da região, apenas entre 1% e 3% dos ucranianos são cristãos protestantes. Mesmo assim, a Universal apresenta a Palavra de Deus a todos e a mudança positiva na vida de várias pessoas é o que atrai a atenção de seguidores de outras religiões.
Uma dessas mudanças ocorreu na vida de Oleg. Antes de chegar à Universal, ele estava em um casamento infeliz, situação decorrente de seu vício em álcool. Além desse problema, ele era acostumado a mentir e perdia muito dinheiro porque jogava em máquinas caça-níqueis.

“Eu usei ópio, entre outras drogas. Vivi durante um ano sob a influência delas”, relembra Oleg. “Estava no Exército, me casei e tive um filho e depois que conheci minha esposa parei de usar drogas, mas comecei a beber. Ou seja, mudei de um estado ruim para outro”, relata.
A mudança definitiva só aconteceu quando ele conheceu o poder de Deus, capaz de libertá-lo de qualquer vício. Hoje sua família é feliz.
* O nome do detento foi alterado para preservar sua identidade


Universal na Ucrânia:  uma Universidade da Fé
  • Andre Batista / Fotos: Cedidas  


reportar erro