Rede aleluia
TikTok possui vídeos de pornografia e homicídios
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
Recife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta RedondaCabo Frio
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPraia GrandePresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão João da Boa VistaSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
BlumenauCriciúmaFlorianópolis

Notícias | 30 de Abril de 2021 - 17:53


TikTok possui vídeos de pornografia e homicídios

Brecha na moderação permite que usuários postem conteúdos impróprios

TikTok possui vídeos de pornografia e homicídios

Usuários da mídia social TikTok estão se aproveitando de brechas na moderação de conteúdos para postarem imagens de pornografia e até homicídios. De acordo com informações da BBC inglesa, esse tipo de conteúdo já conta com mais de 50 milhões de visualizações.

A princípio, o TikTok proíbe conteúdos violentos, ofensivos ou com nudez. Entretanto, usuários perceberam que a moderação tem dificuldades em perceber quando esses conteúdos são postados como imagens de perfil.

Aproveitando-se da falha do site, esses usuários criaram hashtags como #nãopesquiseisso. A partir daí, um vídeo de uma pessoa sendo queimada viva foi postado por um perfil que se autointitulava como Estado Islâmico.

Um adolescente alemão chamado Tom, primeiro a entrar em contato com a BBC inglesa para falar sobre o assunto, contou:

“Fico muito preocupado porque há muitas crianças usando o TikTok. Acho especialmente preocupante ver posts com milhões de visualizações indicando esses perfis. E o TikTok demora séculos para agir.”

De fato, o TikTok apaga esse tipo de conteúdo. A mídia social até mesmo já baniu a hashtag citada e outras parecidas. A demora na moderação, porém, permite que crianças acessem conteúdos que não são próprios nem mesmo para adultos.

Pior do que isso: o algoritmo da empresa é desenvolvido para sugerir conteúdos similares ao que já foi assistido ou populares a quem nunca os viu. Dessa maneira, os vídeos pornográficos e violentos são fáceis de serem encontrados tanto por quem quer quanto por quem não quer assistir a isso.

Sodoma e Gomorra dos dias atuais

Telespectadores de Gênesis estão recordando nessa fase da novela as cidades de Sodoma e Gomorra, entregues à fornicação. Como a própria Bíblia relata, “eram maus os homens de Sodoma, e grandes pecadores contra o Senhor”. Gênesis 13.13

Pois o Pastor Paulo Cezar, em live realizada elo Força Teen Universal (FTU), compara o TikTok justamente às duas cidades abomináveis.

“Na minha opinião, o TikTok é exatamente Sodoma e Gomorra”, afirma o Pastor. “Você não encontra nada saudável no TikTok”.

Conforme ele explica, de modo geral, essa mídia social “se resume a vídeos de pessoas fazendo, careta, dancinhas, vídeos sem pé nem cabeça”. Agora, que descobriram como postar pornografia e violência, é ainda pior.

“O problema em si não é a plataforma do TikTok. O problema é o que está dentro das pessoas. O TikTok nada mais faz do que mostrar como está a condição das pessoas”, explica o Pastor. “Uma pessoa com interesse de manter a sua vida espiritual saudável não se envolve nesse tipo de situação. Ela não fica se alimentando disso”.

O Pastor ainda relata que “existe um algoritmo na plataforma que faz com que, ainda que você siga só determinadas pessoas, ele ainda assim vai mostrar pra você um conteúdo inadequado”.

Em resumo, “não é um ambiente saudável”, conclui o Pastor Paulo Cezar.

Para saber mais sobre o assunto e assistir à live completa sobre o comportamento do jovem na internet, clique aqui.


TikTok possui vídeos de pornografia e homicídios
  • Andre Batista / Foto: Getty Images 


reportar erro