Rede aleluia
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
Recife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCabo FrioCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta Redonda
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPraia GrandePresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão João da Boa VistaSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
BlumenauCriciúmaFlorianópolis

Notícias | 2 de agosto de 2018 - 03:05


Simeão e Ana não morreram sem ver a promessa de Deus se cumprir

O que podemos aprender com esses personagens bíblicos sobre fidelidade e confiança

Você que está acompanhando a novela Jesus talvez nunca tenha lido na Bíblia sobre os personagens Simeão e Ana. Ou talvez até leu, mas tão rapidamente que nem se lembrava mais deles.

Na trama Paulo Cesár Pereio interpreta Simeão e, Camila Amado, Ana. No capítulo da última terça-feira (31) de Jesus eles nos fizeram refletir sobre a importância de confiar em Deus.

Relembrando a história de Jesus, registrada no Evangelho de Lucas, vemos o relato interessante desses dois personagens. Simeão, um homem justo, que aguardava com muita expectativa a chegada do Messias:

Havia em Jerusalém um homem cujo nome era Simeão; e este homem era justo e temente a Deus, esperando a consolação de Israel; e o Espírito Santo estava sobre ele. E fora-lhe revelado, pelo Espírito Santo, que ele não morreria antes de ter visto o Cristo do Senhor.” (Lucas 2.25,26)


E Ana, uma mulher de 84 anos, que há muito tempo estava viúva (a Bíblia não fala o tempo, apenas que casou-se virgem e ficou casada por 7 anos):

“E estava ali a profetisa Ana, filha de Fanuel, da tribo de Aser. Esta era já avançada em idade, e tinha vivido com o marido sete anos, desde a sua virgindade; E era viúva, de quase oitenta e quatro anos, e não se afastava do templo, servindo a Deus em jejuns e orações, de noite e de dia.” (Lucas 2.36,37)

É bastante curioso como a Bíblia, por meio dessas duas pessoas, nos fala sobre a confiança nas promessas de Deus. O Espírito Santo havia revelado a Simeão que ele não morreria sem ver o Messias.

Na Bíblia Sagrada com as anotações de fé do Bispo Edir Macedo, ele explica que o Altíssimo interveio para que Simeão estivesse no Templo na mesma hora em que Maria e José chegavam com o Messias no colo. Por se deixar ser guiado pelo Espírito Santo, Simeão teve o privilégio de tomar o Salvador em seus braços. E não só pegou o Messias no colo, como também, inspirado pelo Espírito Santo, predisse o que aconteceria com Ele.

“E pelo Espírito foi ao templo e, quando os pais trouxeram o menino Jesus, para com ele procederem segundo o uso da lei, ele, então, o tomou em seus braços, e louvou a Deus, e disse: Agora, Senhor, despedes em paz o teu servo, segundo a tua palavra;
Pois já os meus olhos viram a tua salvação, a qual tu preparaste perante a face de todos os povos; Luz para iluminar as nações, E para glória de teu povo Israel.” (Lucas 2.27-32)

Do mesmo modo, Ana nos ensina como são honrados os que honram a Deus. Mesmo em avançada idade e sozinha (não há registro de que ela tenha tido filhos) ela não deixou de servir a Deus com alegria, por isso Ana não se afastava do Templo.

“Ela poderia isentar-se do compromisso de ir à Casa de Deus e de cumprir os rituais judaicos, mas ela manteve a chama acesa. Isto é, o ânimo, o temor e a devoção ardiam dentro dela, por isso permaneceu forte até o fim e viu o Messias”, explica o Bispo Macedo.

“E sobrevindo na mesma hora, ela dava graças a Deus, e falava dele a todos os que esperavam a redenção em Jerusalém.” (Lucas 2.38)

O segredo dos dois

Quando você diz que fará algo para alguém e aquela pessoa ignora e não espera você cumprir o que disse, como você se sente? No mínimo, vai achar que sua palavra não teve importância. Assim também é quando não confiamos em Deus. Estamos dizendo com as nossas atitudes que não acreditamos que Ele pode fazer o que prometeu. Esperar pelo cumprimento de uma promessa não é das tarefas mais fáceis. Por essa razão, Deus exige confiança da nossa parte. Confiar é crer no caráter dEle.

“Na relação entre promessa e cumprimento, nossa parte é crer e perseverar, e a do Altíssimo é cumprir ao Seu tempo”, ressalta o Bispo Macedo, em suas anotações de fé.

Independentemente do tempo de espera confie que Deus cumprirá o que prometeu. Ele zela por Sua Palavra, que não pode voltar vazia.

“Assim será a minha palavra, que sair da minha boca; ela não voltará para mim vazia, antes fará o que me apraz, e prosperará naquilo para que a enviei.” (Isaías 55.11)

Simeão e Ana sabiam disso e, por não se deixarem esmorecer com o tempo, viram a promessa se cumprir.

Acompanhe a novela Jesus, que vai ao ar de segunda a sexta-feira, a partir das 20h45, pela Record TV, e conhecerá mais personagens com preciosas lições de fé. Não perca!


  • Por Núbia Onara / Fotos: Reprodução 


reportar erro